Login  Recuperar
Password
  18 de Janeiro de 2022
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Economia, Caldas da Rainha
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

07-07-2011 |

O dia 1 de Julho de 2011 ficará na memória dos muitos caldenses que assistiram à inauguração do Sana Silver Coast Hotel (antigo Hotel Lisbonense), que renasceu da remodelação total daquele que foi o mais emblemático hotel da Região Oeste. A cerimónia inaugural decorreu com toda a pompa e circunstância, e contou com dois festejos. Um começou às 17h30 para as entidades oficiais, com a presença da secretária de Estado do Turismo, Cecília Meireles, entre outras personalidades. Uma outra festa dedicada a toda a população das Caldas teve lugar à noite, terminando em grande com um espectáculo piromusical, que iluminou o hotel Sana. A cerimónia inaugural do Sana Silver Coast foi o primeiro acto público e oficial de Cecília Meireles enquanto secretária de Estado do Turismo. “Espero que este primeiro acto me dê tanta sorte como a Caldas da Rainha e a este novo hotel e também a Portugal, que bem precisa”, sublinhou a governante, no início do seu discurso. De Caldas da Rainha levaria uma grande lição de determinação, comentou Cecília Meireles, referindo-se ao papel do presidente da Câmara das Caldas da Rainha, Fernando Costa, que lutou para trazer de volta tão importante património da cidade das Caldas da Rainha, mantendo a fachada do edifício bem como a sua função original de Hotel. “Prova que vale a pena trabalhar para ultrapassar as dificuldades e tornar os sonhos em realidade”, relatou a secretária de Estado. Segundo a governante, este Hotel é o exemplo de como se pode “transformar um problema numa oportunidade”, considerando o património nacional como um factor diferenciador do turismo português que poderá trazer vantagens competitivas para a economia do Pais. "O nosso património é único no mundo, e é bom que tenhamos consciência disso, porque é uma vantagem competitiva, quer do ponto de vista económico quer como factor diferenciador do turismo", afirmou. "Há poucos países no mundo com a riqueza da nossa história e do nosso património", acrescentou, incitando à valorização do património como alternativa a "um modelo que claramente já todos consideram ultrapassado", assente no produto sol e mar. Fernando Costa não escondeu a emoção que sentia neste dia tão especial, referindo que “é a obra que eu mais me orgulho de estar associado” ao fim de 26 anos como presidente do Município das Caldas. Relembrou que o grupo FDO adquiriu o imóvel no final de 2005 e apresentou um projecto para a construção de um centro comercial, cuja aprovação a autarquia condicionou à recuperação do antigo hotel e manutenção da fachada. Fernando Costa recordou as palavras do Mestre João Fragoso (escultor) que lhe pediu para nunca deitar abaixo a fachada do Hotel, não por causa da sua arquitectura, que pouca beleza tem, mas por ser depois do hospital Termal o edifício mais importante na vida social e política das Caldas da Rainha. Em 2011, o Grupo Sana Hotels agarrou o desafio de trazer de volta tão importante património da cidade. “Hoje assinalámos o renascimento de um símbolo da hospitalidade das Caldas da Rainha”, afirmou Nazir Din, presidente do Conselho de Administração da Sana Hotels no início da cerimónia inaugural. Segundo este responsável, o Sana Silver Coast promete voltar a ser um dos pontos de atracção da Costa de Prata. “Este hotel outrora frequentado pelo Rei D. Carlos I e pela família real foi integralmente renovado mas mantém a tradição o charme e o requinte do passado”, disse Nazir Din, que quer que esta nova infra-estrutura seja “uma referência no progresso e no desenvolvimento económico social da Região Oeste”. Isabel Xavier, presidente da Associação Património Histórico – PH – Grupo de Estudos das Caldas da Rainha, fez uma breve resenha da história do hotel. Tiago Ribeiro, cantor lírico que foi finalista no Portugal Tem Talento, teve uma actuação que emocionou os convidados com a sua voz. ?Marlene Sousa  
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar