Login  Recuperar
Password
  5 de Junho de 2020
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Cultura
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

“A Serração da Velha” candidata às 7 Maravilhas da Cultura Popular

Aceitando o desafio lançado pela União das Freguesias de Caldas da Rainha – Nossa Senhora do Pópulo, Coto e São Gregório, o Rancho Folclórico e Etnográfico "As Ceifeiras" da Fanadia submeteu a candidatura da iniciativa ”A Serração da Velha” às 7 Maravilhas da Cultura Popular, na categoria de Rituais e Eventos.

11-03-2020 |

Iniciativa desenvolvida pelo Rancho Folclórico e Etnográfico "As Ceifeiras" da Fanadia
Iniciativa desenvolvida pelo Rancho Folclórico e Etnográfico "As Ceifeiras" da Fanadia

Tradição multicultural da região, que remonta à época medieval e que Gil Vicente usou em 1529 no Auto do Triunfo do Inverno, “A Serração da Velha” representa a expulsão e morte de longo período de agruras do inverno, escuro e frio, e de penitência quaresmal, com personificação numa velha, abrindo assim caminho para a primavera.

Esta iniciativa popular é recriada todos os anos em Caldas da Rainha, num programa de animação chamado “Tradições da Vila”, onde os ranchos etnográficos do concelho trazem à cidade uma manifestação cultural de importância turística.

É ainda usada em várias zonas do país como objeto de crítica social às pessoas mais velhas da aldeia, apontando comportamentos censuráveis e outras vezes até elogiando.

“A Serração da Velha” é feita por um grupo de homens e rapazes, armados de cortiços e serrotes, gaitas de foles, campainhas, latas e chocalhos.

Para reprovação dos maus comportamentos é desejada a morte, que simbolicamente se personifica na queima de uma boneca na fogueira.

Como resposta, alguns dos visados reagem com azedume, dando troco à algazarra. Outros abrem a porta e convivem com a rapaziada.

Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar