Login  Recuperar
Password
  17 de Dezembro de 2017
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Escolhas do Editor
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Assalto com explosivos a Multibanco no Bairro Azul

Faltavam cerca de quinze minutos antes das seis da manhã do passado sábado quando se verificou o assalto com recurso a injeção de gás para provocar a explosão na caixa Multibanco da agência de seguros Lusitania, no Bairro Azul, próximo do centro da cidade das Caldas da Rainha.

14-11-2017 | Francisco Gomes


“Foi um barulho fortíssimo”, contaram os moradores, revelando ter visto “três homens com um carapuço a tapar a cara, estando outro dentro de um carro que colocaram em cima do passeio” a efetuar o assalto. Um deles “estava armado”, com o que se supõe ser uma pistola-metralhadora, enquanto dois chegaram até à caixa e carregaram as gavetas com o dinheiro. O quarto indivíduo, o motorista, não saiu do carro.
Em menos de cinco minutos o crime foi consumado, mas sem grandes corridas, o que espanta os moradores. “Foi tudo feito calmamente e saíram numa velocidade normal, nada de fuga em grande velocidade. Nunca pensei que fosse possível aqui numa zona residencial e à hora que foi”, contou Carlos Lourenço, que presenciou o assalto.
“Pensei que tinha sido uma bomba. E depois vi três homens, muito calmos. Nem me apercebi logo que estavam a assaltar. Pensei que podia ter sido um choque entre automóveis. Só depois é que percebi que um deles tinha uma arma. Arrancaram devagar como se tivessem vindo beber um cafezinho. É estranho, estava a amanhecer e por acaso não havia pessoas na rua nem carros a passar”, relatou Madalena Santos.
Para trás ficou um rasto de destruição: Para além da máquina ATM destruída, ficaram partidos os vidros da agência e um carro estacionado em frente sofreu danos. Material da caixa Multibanco foi projetado vários metros (o teclado foi parar ao meio da estrada e a armação metálica da caixa do outro lado da rua) e foi ainda encontrada no meio dos indícios uma nota de vinte euros.
A PSP tomou conta da ocorrência até à chegada da Polícia Judiciária de Coimbra para investigação, juntando este a outro caso idêntico verificado cerca de uma hora antes em Leiria, numa caixa multibanco situada também numa zona residencial, no edifício de uma escola de condução, que ficou com danos avultados.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar