Login  Recuperar
Password
  21 de Outubro de 2018
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Escolhas do Editor, Sociedade, Caldas da Rainha
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

CRAPAA festejou o seu 17º aniversário com uma tarde animada no Parque

Foi num ambiente de festa que a CRAPAA - Caldas da Rainha Associação Protetora de Animais Abandonados celebrou o seu 17º aniversário no passado sábado à tarde, no Parque D. Carlos I, junto ao telheiro. Além da presença de vários patudos da associação e de bancas com diversos artigos para venda, também houve bolo de aniversário.

18-04-2018 | Mariana Martinho / Diogo Casimiro / Rita Damásio

Grupo de voluntários da CRAPAA
[+] Fotos
Grupo de voluntários da CRAPAA
Este ano, a associação sem fins lucrativos fundada em 2001 decidiu comemorar o seu aniversário com uma iniciativa no Parque D.Carlos I, juntamente com o grupo de voluntários estrangeiros “Oeste Internacional Partners”. Além da presença dos cães que se encontram para adoção, também havia diversas bancas com artigos em segunda mão, cujo uma parte das vendas reverteu a favor da CRAPAA.
Em declarações ao JORNAL DAS CALDAS, Carla Lourenço, presidente da CRAPAA, fez ”um balanço positivo dos 17 anos de atividade, contando com a companhia dos animais”. De acordo com a responsável, a “associação nasceu com um sonho e 17 anos depois dedicamos este dia a todos os humanos que têm tornado a CRAPAA possível. O caminho não é fácil, mas contamos com uma equipa de voluntários cada vez mais fortalecida, mentalidades mais abertas e patudos extraordinários que todos os dias nos ensinam verdadeiras lições de vida”.
Apesar das “muitas dificuldades a todos os níveis”, Carla Lourenço afirmou que “nos últimos anos temos tido mais ajudas e evoluído em todos os aspetos”. Além da melhoria do espaço também conta com ajuda de mais voluntários de “uma grande comunidade estrangeira”, sendo “pessoas com outra mentalidade e que adoram os animais”.
Diariamente o canil conta com a presença de seis voluntários para ajudar no “dia-a-dia dos animais”, bem como na limpeza e manutenção do espaço. Além disso, adiantou que os voluntários estrangeiros têm ajudado na divulgação e adoção dos animais “além-fronteiras”, nomeadamente para Inglaterra e Canadá. “Isso tem sido ótimo”, sublinhou.
Neste momento, a responsável disse que “estamos no limite e não tem havido melhorias no aspeto do abandono”, tendo a seu cargo 50 cães. Durante os últimos quatro anos, a CRAAPA já resgatou 180 animais, dos quais 144 foram nos últimos dois anos. Destes, 171 conseguiram ser adotados, alguns por famílias de vários pontos da Europa e do mundo. Só este ano foram resgatados mais 20 ninhadas de cães bebés.
Apesar de tudo, Carla Lourenço sublinhou que é “sempre necessário ter mais ajudas monetárias e sobretudo, mais voluntários diários para trabalhar no canil e ajudar na reconstrução do espaço”. A nível monetário, a presidente da CRAPAA frisou que “temos despesas diárias nos veterinários, pois chegamos a ter dois mil euros em dívida”.
A responsável esclareceu que são sempre preciso rações, comida húmida, cobertores, ou seja, “tudo o que é preciso para dia a dia o canil”.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar