Login  Recuperar
Password
  28 de Fevereiro de 2020
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Desporto
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Rugby - 11ª Jornada CN 1ª Divisão Seniores

Caldenses derrotados em Lisboa

Antevia-se um encontro equilibrado, o ER Galiza no 4º lugar da classificação geral e, portanto, no grupo de acesso ao play-off final, o Caldas RC a defender a liderança da mesma classificação. Os jaguares apresentaram-se reforçados para esta 2ª volta do CN1 e, acima de tudo com uma equipa completa. Os pelicanos, por seu turno, desfalcados com várias ausências, por motivos diferentes. A partida correspondeu à expetativa. Duas formações com bons princípios de jogo e a darem um excelente espetáculo.

15-01-2020 |

Formação do Caldas Rugby Clube
Formação do Caldas Rugby Clube

Entrou melhor o Caldas e aos oito minutos, a coroar esta fase ascendente, uma formação ordenada de introdução do Galiza foi conquistada nos dez metros dos jaguares e, na sequência, a tentativa de ultrapassar a linha defensiva adversária foi travada em falta. O capitão do Caldas escolheu jogar nova formação ordenada, bem empurrada e, na finalização, o médio Salvador Cambournac a concretizar. Oky D’Amato não falhou a conversão.

Não parou o Caldas e, ainda que com algumas falhas no último passe, foi assumindo o território e o domínio da partida.

Aos 16 minutos, uma iniciativa de Oky D’Amato apenas foi travada em falta. Jogada à touche, conquista limpa, moule sem contestação e entrada para finalizar entre os postes de Oky D’Amato, que não falhou a conversão, colocando o resultado em 0-14 para o Caldas.

Procurou reagir o Galiza e aos 26 minutos uma excelente recuperação na disputa no solo em mais uma fase de avançados do Caldas, proporcionou um contra-ataque ao médio de abertura dos jaguares, G. Sampaio, que só parou entre os postes. Transformação fácil. 

Aos 35 minutos e após várias fases de domínio dos avançados caldenses, e um amarelo para o pilar Jaguar J. Febrero, o capitão do Caldas escolheu jogar uma penalidade nos dez metros por formação ordenada. Excelente conquista, os avançados pelicanos empurraram até à linha de ensaio e o caldense Filipe Gil concretizou o toque de meta. A transformação, difícil, não resultou.

Aos 39 minutos, e após conquista em alinhamento de introdução pelicana, os jaguares desenvolveram uma iniciativa rápida e concretizaram, à ponta, de novo por G. Sampaio, que também foi eficaz na transformação. Resultado: 14-19.

Na segunda parte como se esperava entrou mais forte o Galiza. Aos 44 minutos e após vários pick&go’s nos 22 metros do Caldas, o ensaio chegou pelo asa Tomás Picado. G. Sampaio não falhou a transformação e os jaguares passaram para a frente do marcador,

Respondeu o Caldas aos 46 minutos. Penalidade conquistada e Oky D’Amato não falhou na tentativa aos postes.

Desequilibrou-se o Galiza e os avançados pelicanos voltaram a impor a sua qualidade. Aos 51 minutos uma conquista em alinhamento de introdução jaguar, nos 22 metros dos visitados, proporcionou um ensaio a Filipe Gil. Oky D’Amato não enjeitou a oportunidade de acrescentar mais dois pontos.

Aos 67 minutos um amarelo, por placagem alta, ao influente centro pelicano Oky D’Amato, desequilibrou totalmente a partida.

Acreditou ainda mais o Galiza e aos 70 minutos chegou ao ensaio pelo ponta esquerda, reduzindo para três pontos.

Procurou jogar na contenção o Caldas, mas uma perda da oval no contacto proporcionou uma rápida iniciativa dos avançados jaguares que chegaram a novo toque de meta aos 78 minutos, por Tomás D’Andrade.

Até final ainda procurou responder, com todo o brio, o Caldas, mas um novo amarelo, por palavras, de Jonathan Nolan, deixou tudo muito mais difícil.

Na bola de jogo, uma penalidade conquistada, a 55 metros dos postes, ofereceu uma última oportunidade aos Caldenses. Oky D’Amato falhou por pouco.

Resultado Final: ER Galixa 31 pts (5E, 3T) - Caldas 29pts (4E, 3T, 1P).

Vitória, merecida, da equipa que se apresentou mais completa e que jogou com competência. O Caldas apenas se pode queixar das suas falhas, em momentos decisivos.

Arbitragem de Luís Miranda, correto nos aspetos técnicos e disciplinares.

Alinharam pelo Caldas RC: Alexandre Vieira, Diogo Vasconcelos, Duarte Mourão, Filipe Gil (2E), Gonçalo Cordeiro, Gonçalo Sampaio, Gonçalo Silva, Jonathan Nolan, José Maria Vieira, Leonardo Ferreira, Luís Gaspar, Oscar d’Amato (1E, 3T, 1P), Ricardo Correia, Ricardo Marques (Cap.), Rodrigo Pereira, Rui Santos e Salvador Cambournac (1E).

Treinador: Patrício Lamboglia; Diretor de Equipa: António Ferreira Marques; Fisioterapeuta: Erica Balseiro/Physioclem

Com este resultado o Caldas RC desce para o terceiro lugar do CN1, com 44 pontos, mantendo-se no grupo de acesso ao play-off final.

Na próxima jornada, dia 18 janeiro, o Caldas RC recebe o Braga Rugby, atual 9º classificado.

Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar