Login  Recuperar
Password
  18 de Janeiro de 2022
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Sociedade, Caldas da Rainha
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Aprender línguas estrangeiras no The English Centre 

Domínio de inglês facilitou emprego em Londres

A escola de línguas The English Centre, nas Caldas da Rainha, da responsabilidade de Jane Ribeiro, frequentada por crianças a partir dos seis anos, que ali aprofundam o conhecimento das línguas estrangeiras, nomeadamente o inglês, tem sido uma referência.

23-09-2015 | Marlene Sousa

Ex-aluna do The English Centre das Caldas está a trabalhar em Londres
Ex-aluna do The English Centre das Caldas está a trabalhar em Londres
A caminho das três décadas de ensino, o The English Centre está a iniciar o seu 29º ano letivo. Dotar os jovens de ferramentas no domínio das línguas que se traduzam numa mais-valia no ingresso futuro no ensino superior ou no mercado de trabalho é o objetivo de muitas famílias que ali colocam os seus filhos.
A caldense Ana Catarina Silva, de 23 anos, que tirou a licenciatura em Design Gráfico e Multimédia na ESAD.CR, está a trabalhar em Londres. O facto de ter no seu currículo a qualificação Cambridge English: First, também conhecido como First Certificate in English (FCE), ajudou-a a conseguir o emprego e na sua adaptação ao país estrangeiro. “Sabia que tinha um nível de inglês elevado para poder trabalhar num país em que falam inglês 24 horas por dia e senti menos dificuldade de adaptação em relação a outras amigas”, diz Ana Catarina Silva, que iniciou o The English Centre aos 16 anos, quando frequentava o décimo ano na Escola Técnica Empresarial do Oeste.
A jovem lembra que a escolha da escola terá sido feita por sugestão de amigos e a prova de que funciona é que terminou “a saber falar inglês”. “Sempre aceitei a oportunidade que o The English Centre me deu de aprender inglês como uma oportunidade futura e nunca pensei que realmente pudesse vir usufruir do conhecimento adquirido nesta escola”, aponta, destacando que “é um ambiente onde os professores se dedicam a ensinar aos alunos, num conceito em que o ensino escolar não consegue. Através de jogos e outros métodos de ensino, o The English Centre consegue captar a atenção e motivar os alunos”.
Ana Catarina Silva destaca que a língua inglesa é cada vez mais necessária. Recorda que no fim da sua licenciatura começou a procurar estágio/trabalho em Portugal. Sem sucesso neste país tentou no estrangeiro e conseguiu em Inglaterra. Está a trabalhar na empresa Autotask, associada a tecnologia. É “user experience designer” e tem a responsabilidade de “melhorar o design de produtos, para que se mantenham atuais e acessíveis a todo o público-alvo”. Integra uma equipa de design que se encontra nos Estados Unidos, África do Sul, entre outros países.
A jovem considera um desafio trabalhar em Londres e sente que tem mais condições de ter uma carreira “estável” com “futuro”.

?Marlene Sousa
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar