Login  Recuperar
Password
  21 de Outubro de 2018
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Escolhas do Editor, Desporto
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Federação Portuguesa de Futebol castiga Caldas por faltar ao jogo com o Praiense

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) resolveu aplicar ao Caldas Sport Clube a derrota por 3-0, multa de 765 euros e subtração de três pontos por ter falhado o jogo com o Praiense, nos Açores, para o Campeonato de Portugal Série D, no dia 11 de abril, quando o plantel das Caldas da Rainha alegou não ter “condições psicológicas” para prosseguir noutro voo duas horas depois, após a asa esquerda do avião em que viajava ter sido atingida por um raio, obrigando ao regresso ao aeroporto de Lisboa poucos minutos depois de ter descolado.

18-04-2018 | Francisco Gomes

O avião que transportava equipa caldense foi atingido um por raio e o clube não seguiu noutro voo
O avião que transportava equipa caldense foi atingido um por raio e o clube não seguiu noutro voo
Apesar de outros passageiros terem viajado a seguir noutro avião, a equipa recusou por considerar estar afetada e desgastada, o que não impediu o castigo infligido pela FPF, contestado pelo clube e adeptos, que se mostram incrédulos.
O Praiense revelou ter tido conhecimento, através de pessoas que iam no mesmo avião, que o Caldas se mostrou satisfeito com a contrariedade, pois dava jeito para descansar até ao jogo desta quarta-feira com o Desportivo das Aves, para a Taça de Portugal, versão rejeitada pelos dirigentes caldenses, que asseguraram estar abalados com o raio que atingiu o Airbus A320 da Azores Airlines ao princípio da noite de 10 de abril.
Também a dupla de comentadores desportivos da Mais Oeste Rádio, Jorge Galeão e João Serrenho, viveu um pequeno susto, pois o avião que os transportava só aterrou à segunda tentativa em Ponta Delgada, depois de ter chegado a tocar no solo levantando de seguida.
O jogo entre o Praiense e o Caldas, a contar para a 27ª jornada, já havia sido adiado no final de março devido às condições climatéricas, que impediram a equipa de apanhar um voo de ligação entre Ponta Delgada e a Terceira.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar