Login  Recuperar
Password
  5 de Julho de 2020
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Ocorrências
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Idosa encontrada morta em casa

Uma idosa de 90 anos foi encontrada morta no interior da sua habitação, em Peniche, na passada segunda-feira. A Polícia Judiciária fez perícias no local e apesar de não haver indícios de crime só a autópsia irá esclarecer as causas da morte.

26-05-2020 | Francisco Gomes

Inspetores da Polícia Judiciária de Leiria realizaram perícias no local
Inspetores da Polícia Judiciária de Leiria realizaram perícias no local
Inspetores da Polícia Judiciária de Leiria realizaram perícias para esclarecer se houve ou não envolvimento de terceiros ou se se tratou de uma doença súbita.
Fernanda Calado estava caída no chão, no hall de entrada da casa, no Largo dos Remédios, na cidade de Peniche, quando um irmão que mora na mesma rua lhe ia levar o pequeno-almoço e se deparou com a idosa, viúva há muitos anos e que residia sozinha.
O alerta foi dado pelas 11h12 nesta segunda-feira e os bombeiros e o INEM rapidamente chegaram ao local, mas logo perceberam que nada havia a fazer, porque a mulher, de 90 anos, estava morta.
Um bengaleiro de madeira cheio de roupa estava em cima do corpo dela, podendo a idosa ter tentado apoiar-se nele, como era normal, mas este, com o peso, tombado, projetando-a para o chão, onde bateu com a cabeça.
Apesar de não haver evidências de crime, a PSP comunicou o caso à PJ, que durante uma hora efetuou averiguações e recolheu vestígios, não constatando haver sinais de morte provocada.
Contudo, será a realização da autópsia no Gabinete Médico-Legal do Oeste, em Torres Vedras, a revelar as causas da morte, por determinação do Ministério Público, com base na informação transmitida pelos inspetores da Judiciária e pelo delegado de saúde de Peniche.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar