Login  Recuperar
Password
  23 de Setembro de 2018
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Cultura, Caldas da Rainha
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

DJ Ride lança projeto para levar o 'scratch' a espaços emblemáticos de Portugal

"Scratch locations" é o novo projeto do músico e produtor caldense DJ Ride, que pretende levar a arte de manipular discos de vinil e mesa de mistura a locais emblemáticos de Portugal.

12-09-2018 |

O caldense nas Capelas Imperfeitas do Mosteiro da Batalha
O caldense nas Capelas Imperfeitas do Mosteiro da Batalha
As Capelas Imperfeitas do Mosteiro da Batalha foram o primeiro espaço escolhido pelo DJ para lançar o projeto, uma ideia com "bastante tempo" que pretende "levar o ‘scratch' para a rua, a sítios bonitos que o país tem para oferecer" em forma de "homenagem", explicou à agência Lusa.
Bicampeão do mundo de ‘scratch’ com o caldense Stereossauro na dupla Beatbombers, Ride assume que foi "incrível" e "um privilégio enorme" fazer um ‘set’ nas Capelas Imperfeitas: "Tenho de agradecer ao Mosteiro da Batalha e ao diretor Joaquim Ruivo a confiança e abertura. Já tentámos outros espaços e nem sempre a comunicação flui".
Apesar disso, está quase finalizada uma lista de sítios onde DJ Ride quer levar "Scratch locations", sobretudo monumentos, museus e também paisagens como as que explorou no vídeo do ‘remix’ de "Verdes Anos", de Carlos Paredes, que, como Beatbombers, filmou em Lisboa, Nazaré e Cascais.
"Esse foi o ‘número 0' deste projeto, que já tem bastante tempo e que será concretizado a longo prazo, porque exige muito tempo de produção, pedidos de licenças e outras coisas", acrescenta.
Nestes ‘sets’ no património, DJ Ride utiliza música própria e ‘samplers’ de outros produtores e músicos.
A intenção, e concretamente no que já gravou nas Capelas Imperfeitas, é tentar "aproximar ao máximo a parte da música com o espaço” onde vai gravar.
"Daí esta escolha de uma base instrumental com violinos que remetem para algo mais clássico. É isso que pretendo também: ganhar inspiração de um determinado sítio e traduzir isso na música", sublinha.
O DJ de Caldas da Rainha espera "que as pessoas reconheçam o trabalho e a dedicação que um projeto destes requer, que gostem e que vejam também que muitos deles acabam por ser uma homenagem ao próprio local e aos samples".
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar