Login  Recuperar
Password
  19 de Fevereiro de 2019
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Desporto
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Rugby - Campeonato Nacional 1ª Divisão Seniores

Caldas RC vence confortavelmente o RV Moita

O Caldas, à procura de regressar às vitórias, teve algumas ausências, por motivos profissionais e jogadores a recuperar de lesões que serão prolongadas, face ao um RV Moita algo diminuído perante a saída de algumas peças com grande experiência. A partida acabou por não ter história, tal a superioridade dos pelicanos, mas foi o Moita a marcar primeiro. Penalidade na receção da bola de saída e o experiente médio de abertura Pedro Silva a não falhar. Não se impressionaram os caldenses e logo na primeira jogada de ataque chegaram ao ensaio pelo 1º centro Jonathan Nolan. Conversão eficaz de Tommy Lamboglia, a recuperar a confiança nos seus pontapés. Aos 8 minutos, uma formação ordenada poderosa do Caldas empurrou a linha adversária e o toque de meta foi inevitável. Desta feita a transformação não resultou.

30-01-2019 |

Ricardo Marques aproveitou uma penalidade jogada rapidamente à mão e concretizou entre os postes
Ricardo Marques aproveitou uma penalidade jogada rapidamente à mão e concretizou entre os postes
O Caldas saiu a jogar à mão, circulando a toda a largura em fases sucessivas e a chegar ao terceiro ensaio, aos 12 minutos por Oky D’Amato, bem transformado pelo chutador pelicano.
Sem abrandar os caldenses chegaram bem cedo ao ponto bónus, aos 17 minutos. Excelente pontapé tático de Jonathan Nolan a solicitar o ponta Diogo Vasconcelos, que não teve dificuldade em marcar o primeiro dos seus cinco ensaios. Pontapé de Tommy Lamboglia, a decidir o resultado, para 26-3.
Desconcentrou-se momentaneamente o Caldas e permitiu, aos 20 minutos, uma nova tentativa aos postes de Pedro Silva, que esteve eficaz, reduzindo o marcador.
1º Quarto: Caldas 26pts RV Moita 6pts.
O marcador foi-se avolumando com naturalidade, exprimindo a diferença técnica e tática atual das duas equipas.
Aos 27 minutos o centro Oky D’Amato finalizou jogada dos três-quartos pelicanos, facilmente transformado.
O Caldas a jogar em alta rotação ia desperdiçando várias oportunidades, mas finalmente aos 35 minutos o flanqueador Leo Ferreira recuperou a oval numa disputa no solo e não teve dificuldade em marcar.
Aos 39 minutos, a aproveitar um rápido contra-ataque, os três-quartos pelicanos chegaram a mais um toque de meta, com finalização de Oky D´Amato. Transformação fácil para Tommy Lamboglia.
1ª Parte: Caldas 45pts RV Moita 6pts.
O grande momento técnico da partida aconteceu aos 46 minutos. Pontapé tático a toda a largura do campo de Tommy Lamboglia, a solicitar Diogo Vasconcelos e o ponta a receber e a concretizar entre os postes. Transformação sem dificuldade.
Aos 55 minutos Ricardo Marques aproveitou uma penalidade jogada rapidamente à mão e concretizou entre os postes, com transformação fácil.
Colocando todo o banco em jogo, o Caldas chegou a novo toque de meta, transformado, aos 60 minutos, de novo por Diogo Vasconcelos, a finalizar contra-ataque.
3º Quarto: Caldas 66pts RV Moita 6pts.
Aos 63 minutos foi a vez da terceira linha pelicana jogar rapidamente e o base Ricardo Marques a finalizar, à ponta.
O ritmo de jogo e a elevada temperatura fez uma vítima inesperada. O árbitro António Moita sentiu uma indisposição e foi substituído pelo auxiliar caldense António Vidigal, também árbitro.
Aos 70 minutos outro momento de elevada capacidade técnica. O médio de abertura Pelicano Tommy Lamboglia teve um momento de inspiração e num pontapé tático de cerca de 60 metros solicitou o rapidíssimo Diogo Vasconcelos, que só parou entre os postes.
O Caldas chegou a mais dois ensaios, ambos transformados. Aos 40 minutos por Jonathan Nolan e na bola de jogo de novo por Diogo Vasconcelos.
Resultado Final: Caldas RC 92pts (14E, 11T) / RV Moita 6pts (2P).
Alinharam pelo Caldas RC: Alexandre Vieira, Bruno Martins, Caetano Perez, Diogo Vasconcelos (5E), Filipe Gil (1E), Gonçalo Sampaio, Gonçalo Silva, Jonathan Nolan (2E), Leonardo Ferreira (1E), Luís Carvalho, Luís Gaspar, Mariano Farias, Oscar d’Amato (3E), Ricardo Marques (Cap.) (2E), Rui Santos, Salvador Cambournac, Tomás Lamboglia (11T), Tomás Melo, Wilson Bento.
Treinador: Patrício Lamboglia; Diretor de Equipa: Francisco Azinheira; Fisioterapeuta: Rodrigo Santos/Physioclem; Comissário de Jogo: Adelino Jacinto.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar