Login  Recuperar
Password
  19 de Julho de 2018
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Desporto
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Troféu Joaquim Agostinho nos concelhos de Peniche e Cadaval

O 41º Grande Prémio Internacional de Torres Vedras – Troféu Joaquim Agostinho, em ciclismo, que vai realizar-se de 12 a 15 de julho, foi apresentado na passada quarta-feira, revelando um percurso equilibrado, com oportunidades para diferentes perfis de ciclistas.

04-07-2018 |

Sessão de apresentação da prova de ciclismo
Sessão de apresentação da prova de ciclismo
Contará com 21 equipas, oriundas de cinco países: Angola, Espanha, Holanda, Mongólia e Portugal. A competição terá um total de 486 quilómetros, distribuídos por um prólogo e três etapas. O início acontece no Turcifal, com prólogo de oito quilómetros, em sistema de contrarrelógio individual, que já começa a ser tradição na corrida-bandeira da região Oeste. O primeiro ciclista sai para a estrada às 17h do dia 12 de julho, esperando-se que a primeira camisola amarela seja entregue cerca das 19h.
A primeira etapa em linha, no dia 13 de julho, terá 162 quilómetros, ligando a Adega Cooperativa de S. Mamede da Ventosa, Torres Vedras (12h30), a Sobral de Monte Agraço (16h30). Olhando ao perfil da viagem, prevê-se que seja a tirada mais adequada para os velocistas puxarem pelos galões.
Segue-se, no dia 14, uma etapa de 144 quilómetros, que começa às 15h00 na Serra d’El Rei, Peniche, para terminar em Torres Vedras, pelas 18h30. Marcada pelo sobe e desce, espera-se que a discussão das primeiras posições aconteça entre um grupo restrito ou que a sorte bafeje um corajoso fugitivo que consiga enganar a lógica do pelotão. A etapa conclui-se à quinta passagem pela meta.
A derradeira tirada é a cereja no topo do bolo deste Grande Prémio, uma ligação de 172 quilómetros, entre o Cadaval (11h20) e o Alto de Montejunto (15h20). A meta coincide com um prémio de montanha de primeira categoria, já que os últimos 7,5 quilómetros serão em subida, desde o Avenal até ao risco de chegada, com rampas cuja inclinação média é de sete por cento. Antevê-se que a luta pela camisola amarela fique guardada para etapa final.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar