Login  Recuperar
Password
  19 de Julho de 2018
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Óbidos
Gravar em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Assembleia Municipal de Óbidos chumba bandeira do Orgulho LGBTI

A proposta de recomendação à Câmara de Óbidos para hastear a bandeira do Orgulho LGBTI (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transsexuais, Intersexuais) todos os anos em junho, de forma a celebrar o mês do Orgulho LGBTI, e a realização de sessões sobre as questões da igualdade e pela não discriminação referida em todas as escolas do agrupamento escolar Josefa de Óbidos, foi chumbada na reunião da Assembleia Municipal do passado dia 29.

12-07-2018 | Francisco Gomes

O objetivo da proposta, apresentada pelo deputado Fábio Capinha, do Bloco de Esquerda, o único a votar favoravelmente, era divulgar “a legitimidade desta causa junto da população”.
Segundo a moção, chumbada com os votos do PSD, PS e PCP, “a nossa sociedade ainda tem um longo caminho a percorrer no que diz respeito à igualdade e à tolerância pelo que se torna necessário uma política que invista nesses valores”.
“Junho é o mês do orgulho LGBTI e durante este mês marcharam por todo o país, milhares de pessoas, para defender o respeito pela diferença e individualidade e exigindo tratamento igual na sociedade independentemente da sua identidade de género e orientação sexual. Embora tenham sido feitos avanços consideráveis em termos de legislação no nosso país, a comunidade LGBTI ainda sente quotidianamente o preconceito. Por tal, é necessário desconstruir mentalidades para caminhar no sentido de uma sociedade plena de direitos para todos e todas”, defendeu o Bloco de Esquerda.
No mesmo dia, uma moção semelhante apresentada na Assembleia Municipal da Nazaré foi aprovada por unanimidade. A única diferença na medida proposta pela deputada Telma Ferreira, do Bloco de Esquerda, reside no fato da recomendação à autarquia ser apenas para realização de sessões sobre as questões da igualdade e pela não discriminação, em matérias como racismo, homofobia e transfobia, igualdade de género e violência doméstica em todas as escolas do agrupamento de escolas da Nazaré, omitindo a parte do hastear da bandeira do Orgulho LGBTI.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar