Login  Recuperar
Password
  19 de Fevereiro de 2019
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Ocorrências
Gravar em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Condutor confessa agressão na A8

Um automobilista acusado de tentativa de homicídio, ofensas à integridade física e condução perigosa na A8, no Bombarral, admitiu na última segunda-feira ao Tribunal de Leiria que feriu com um canivete, em maio do ano passado, um jovem atualmente com 19 anos.

13-02-2019 |

Ricardo Ramos, de 44 anos, que era técnico de telecomunicações, ficou alterado na sequência de uma ultrapassagem a um carro, obrigando o outro condutor a conduzir na berma, no sentido Leiria-Lisboa.
Na zona da portagem do Bombarral, os dois automobilistas, que viajavam com as respetivas famílias, pararam e saíram das viaturas. O arguido terá tentado agredir o outro condutor, mas a vítima protegeu-se atrás da porta do automóvel e o filho deste último, que tinha saído em auxílio do pai, colocou-se à frente e foi quem foi atingido no peito, sendo transportado pelos bombeiros do Bombarral para a urgência do Hospital das Caldas da Rainha.
Pai e filho foram considerados vítimas de agressão, mas o jovem foi quem sofreu “ferimentos perfurantes ao nível da caixa torácica provocados com recurso a uma arma branca”, descreveu a Polícia Judiciária.
O alegado agressor pôs-se em fuga, vindo a ser apanhado em Lisboa, onde reside. De acordo com o Ministério Público de Caldas da Rainha, o arguido foi “violento por razões fúteis e conduziu de forma altamente perigosa", colocando em perigo a sua família e a do outro veículo.
“Infelizmente, é verdade”, disse o arguido, citado pela agência Lusa, ao explicar que naquela altura estava a passar por um “momento emocional complicado”, por “não conseguir emprego”. Esclareceu, no entanto, que não tinha intenção de ferir o condutor, mas sim afastá-lo.
O homem, sem antecedentes criminais, encontra-se em prisão domiciliária e afirmou estar “muito arrependido”.
O outro condutor e o seu filho relataram que terão sido perseguidos ao longo da A8, tendo o alegado agressor, “por diversas vezes tentado abalroar” o veículo onde seguiam.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar