Login  Recuperar
Password
  5 de Dezembro de 2019
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Cultura, Caldas da Rainha
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

“Fado à la Carte” no “Cá Por Casa”

No seu programa da RTP 1, Herman José recebeu o caldense Jorge Mangorrinha, o cantor FF e o compositor Tiago Machado, para apresentarem o disco “Fado à la Carte”. A conversa foi animada, salientando-se o processo criativo de Jorge Mangorrinha e de Tiago Machado e o estudo interpretativo de FF dos dez temas que compõem o disco, disponível nas plataformas digitais.

13-11-2019 |

FF, Herman José, Tiago Machado e Jorge Mangorrinha
FF, Herman José, Tiago Machado e Jorge Mangorrinha

FF interpretou ao vivo um dos temas desta refeição gastronómico-musical, “Sobremesa”, que é o oitavo da ementa.

Segundo o mentor e autor dos poemas, Jorge Mangorrinha, “este é um projeto de três amigos, cada qual na sua vertente. Tínhamos editado o tema “Próxima Viagem”, no disco “Viagens do Fado” (2016), e em Fevereiro de 2017 surge a ideia de uma história que atravessa os passos de uma refeição e, desde logo escrevi os dez poemas, dados ao Tiago Machado para compor. O acolhimento do Tiago e do FF foi fantástico e avançámos para a gravação, com grandes instrumentistas, designadamente um ensemble de cordas da Gulbenkian”.

Jorge Mangorrinha adiantou que, “tal como outras canções que fiz anteriormente, o meu fado é a portugalidade das palavras, mesmo que musicalmente tenham registos com outras influências. Também aqui nem sempre surge a guitarra à portuguesa, mas sente-se um quotidiano bem português e há imagens do país”.

Esta é uma criação “a partir de tempos e espaços diferentes, pelos quais sempre se pautaram as pequenas ou as grandes refeições, mas também a partir de regras e códigos culturais, pelos quais se considera a alimentação um património de valor imaterial e de conteúdo transdisciplinar”.

Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar