Login  Recuperar
Password
  16 de Novembro de 2018
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Escolhas do Editor, Cultura, Caldas da Rainha
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Liberdade de expressão da italiana Nardi vence World Press Cartoon 2018

O cartoon “Liberdade de Expressão” valeu à autora italiana Marilena Nardi a distinção de Grande Prémio da edição deste ano do World Press Cartoon (WPC), que arrancou no passado sábado e estará até 28 de julho no Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha. O desenho que foi capa do Illegal Times, uma publicação catalã gratuita de sátira, em dezembro de 2017 e primeiro prémio na categoria Cartoon Editorial, deu pela primeira vez o galardão máximo a uma mulher. Entre os nove premiados desta edição, a cartoonista recebeu o maior prémio monetário, no valor de dez mil euros.

06-06-2018 | Mariana Martinho

Grupo de cartoonistas premiados na edição deste ano do World Press Cartoon
[+] Fotos
Grupo de cartoonistas premiados na edição deste ano do World Press Cartoon
O WPC realiza-se nas Caldas da Rainha desde 2017, ano em que a iniciativa foi relançada, depois de não acontecer em 2016, por falta de patrocínios.
À edição de 2018 concorreram mais de 600 ilustrações, publicadas em 2017 em jornais e revistas, e destas foram selecionadas, por um júri internacional de cartoonistas que reuniu nas Caldas da Rainha em fevereiro e que integrou, para além do diretor do salão, o português António Antunes, Rayma Suprani, da Venezuela, Michael Kountouris, da Grécia, Robert Rousso, da França, e Saad Hajo, da Suécia, 281 caricaturas, cartoons editoriais e desenhos de humor, que constituem a exposição que estará aberta ao público, no Centro Cultural e de Congressos das Calda da Rainha, até 28 de julho.
São desenhos que compõem olhares de diferentes culturas e criticam o andar do mundo com a acutilância do sorriso, que foram divulgados em 227 publicações de 60 países.
Ao longo dos três andares do CCC onde os 281 desenhos da exposição estão patentes, o alvo preferencial é o presidente norte-americano, que dominou a criatividade dos cartoonistas, bem como os líderes mundiais dos maiores países, Vladimir Putin e Kim Jong-Un.

“O poder do cartoon é de desconstruir tabus”

Os prémios 13.º WPC, o mais prestigiado salão internacional de desenho de humor na imprensa, foram entregues aos respetivos vencedores ao longo da sessão. O Brasil voltou este ano a liderar os troféus, com dois cartoonistas distinguidos.
Na categoria de Cartoon Editorial foi premiada a obra que valeu a Nardi a subida ao palco do CCC duas vezes.
A vencedora, que nasceu em Chiampo, no Norte de Itália, em 1966, é formada em escultura, é professora de desenho anatómico e de ilustração na Academia de Belas Artes de Veneza, e venceu, entre outros prémios, o World Press Freedom Cartoon, em Otava, no Canadá, em 2013. Colaboradora em diversos jornais, a autora tem intensificado o trabalho com os satíricos The Misfatto, Il Ruvido, Fire e com títulos como Barricate!, Il Fatto Quotidiano e L'Antitempo.
Com um cartoon que retrata um homem transformado em tesoura falante, a autora procurou destacar a “censura e a necessidade de liberdade de expressão”.
Apesar de “não ter conseguido publicar um único desenho em Itália”, Nardi mostrou-se muito satisfeita com o prémio, pois “tem um significado muito especial”.
“Nunca pensei, nem imaginei que iria ganhar o prémio. É uma coisa incrível”, frisou a autora, que aproveitou a ocasião para dedicá-lo a todos os seus colegas, “que não têm oportunidade de desenhar e expressar a sua opinião”.
Lamentou a situação que se vive atualmente em Itália, pois “está passar por uma crise que não é apenas uma crise nos jornais, mas sobretudo cultural”. Contudo, acredita na importância do desenho satírico e do cartoon editorial, pois tem como missão ser um “tipo de termómetro da democracia de um país”.
“Se a sátira está em falta, é a indicação que um país está doente”, concluiu.
Nessa categoria, o júri atribuiu o segundo prémio ao brasileiro Cau Gomez pela obra "Utopia", publicada na revista brasileira "Continente", e o terceiro prémio ao turco Hicabi Demirci, por um desenho sem título do autor, publicado pelo jornal "Pazar".
O autor brasileiro afirmou que a sua obra “tem vida própria, ela fala por si”, servindo para retratar a intolerância e a desigualdade social, que “vejo no Brasil e no resto do mundo”.
O desfile de prémios, em que “o poder do cartoon é de desconstruir tabus”, continuou com a categoria caricatura, que é um “retrato humorístico de alguém onde são enfatizadas as suas características, gestos ou vícios”.
Foram distinguidos o belga O-Seoker, autor de duas obras que retratam o presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, publicadas no site "Jyllands-Posten". Para o cartoonista, “este prémio dá-me motivação para continuar a exprimir as minhas opiniões”.
Também foram selecionados o holandês Endyck, pelo desenho publicado no site "Fenamizah", e o indiano Thomas Antony, que não esteve presente para receber o prémio, pelo cartoon do ex-presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, publicado no jornal indiano "Metro Vartha".
Na categoria de Desenho de Humor, “um desenho que não diz diretamente respeito a um momento concreto”, o primeiro prémio foi atribuído ao sérvio Nedeljko Ubovic, por uma obra sem título publicada em "Vecernje Novosti", o segundo prémio foi para "Cemitério Paraíso" ("Super Notícia"), do brasileiro Silvano Mello, e o terceiro distinguiu "Zebra...Deixando a nossa marca na natureza", do norueguês Fadi Abou Hassan ("Cartoon Movement").

Prémio de Carreira para Augusto Cid
Ao longo da noite foram vários os momentos mas o mais emotivo, que deu origem a uma enorme ovação de pé, no grande auditório do CCC, por parte do público, foi a atribuição de um prémio especial de carreira ao “melhor cartoonista português de sempre”, Augusto Cid. Com mais de 50 anos de cartoonismo, o autor, que se encontra num estado de saúde frágil, subiu ao palco para agradecer a homenagem.

Desenhos apenas online foram a “grande novidade”

A apresentação da cerimónia esteve a cargo da jornalista Inês Carranca e o humor imperou, com a passagem pelo palco de personalidades marcantes do cartoon internacional e da vida cultural das Caldas da Rainha.
Na abertura da cerimónia, o responsável pela organização do WPC, o cartoonista António Antunes, referiu que, pela primeira vez, a organização acolheu cartoons publicados na Internet, sendo “a grande novidade deste ano”. Aliás, sublinhou que “tivemos de acompanhar uma tendência que é irreversível e inegável”.
Igualmente salientou que “apesar do ambiente não ser o melhor em relação ao cartoon, devido à crise generalizada da imprensa escrita, esta é, muitas vezes, a única via disponível para os cartoons continuarem a sobreviver". Além disso, frisou que existem autores que “tinham sido excluídos dos jornais ou meios de comunicação que foram encerrados”, em que a “única fonte de rendimento era trabalhar na internet”.
Relativamente ao próximo ano, António Antunes esclareceu que “este projeto não tem vocação para ser itinerante, podemos é pensar noutras coisas complementares ao press cartoon”, adiantando que tem intenção de continuar a iniciativa nas Caldas.
Ao longo da noite passaram pelo palco do CCC diversos momentos cómicos, interpretados pela companhia catalã de teatro cómico, Clownic, bem como o comediante Luís Franco-Bastos, que é conhecido por fazer imitações de vozes de várias pessoas conhecidas do grande público, entre as quais figuras do mundo do futebol como Bruno de Carvalho, Pinto da Costa e Cristiano Ronaldo. A animação musical esteve a cargo da Orquestra Ligeira Monte Olivett.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar