Login  Recuperar
Password
  6 de Dezembro de 2019
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Política
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Autarcas do PS querem que receita melhore atuação dos Serviços Municipalizados

A receita dos Serviços Municipalizados das Caldas da Rainha deverá aumentar no próximo ano 1.950.000 euros face a 2019, prevendo-se que atinja os 10.200.00 euros.

20-11-2019 | Francisco Gomes

Há zonas do concelho onde a água fornecida apresenta-se turva ou castanha
Há zonas do concelho onde a água fornecida apresenta-se turva ou castanha

Os vereadores socialistas esperam que a receita obtida “possa vir a ser efetivamente aplicada na melhoria do serviço prestado na recolha de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) e na melhoria dos equipamentos e das condições de trabalho dos seus trabalhadores, como se espera, igualmente, uma melhoria da qualidade da água fornecida aos caldenses, que continua a apresentar em vários locais do concelho problemas de águas turvas ou castanhas, como são exemplos algumas zonas da cidade e no Chão da Parada, Reguengo da Parada ou no Campo”.

O aumento da receita decorre da transição do serviço de recolha de RSU da Câmara Municipal para os Serviços Municipalizados, perfazendo 2.249.200 euros.

Assinala-se uma previsão de estabilização do valor da venda de água, prevendo-se um encaixe de 3.420.000 euros para 2020.

As receitas de capital descem 446.000 euros, fruto da diminuição de fundos comunitários.

As despesas correntes sobem face a 2019, prevendo-se 6.980.000 euros, o que representa mais 2.686.250 euros. Esta subida é resultado do aumento das despesas com pessoal (mais 1.112.400 euros), consequência da transição do pessoal do serviço de recolha de RSU e do aumento com aquisição de serviços, com destaque para o transporte de afluentes, a recolha de resíduos sólidos em alta e reparação de viaturas.

Os vereadores socialistas assinalam como positiva a previsão de 345.000 euros para aquisição de veículos em 2020, com a compra de um novo camião para a recolha de RSU, cuja frota é, apontam, “manifestamente pequena e bastante desgastada para as necessidades do concelho”.

Lamentam, no entanto, “mais um ano de adiamento na requalificação do interior e exterior das instalações dos Serviços Municipalizados”, esperando que “se proceda ainda durante o próximo ano, ao menos, à remoção da cobertura de amianto, que se impõe e exige quanto antes”.

Criticam igualmente que “ainda não seja em 2020 que a freguesia do Carvalhal Benfeito venha a conhecer o saneamento básico”. “Nesta freguesia é particularmente gritante o problema, mas o mesmo sucede em inúmeras povoações do nosso concelho, que reclamam o saneamento básico”, fazem notar.

Os autarcas do PS abstiveram-se na aprovação do orçamento dos Serviços Municipalizados para o ano de 2020.

Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar