Login  Recuperar
Password
  15 de Novembro de 2018
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Óbidos
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Fábrica da Criatividade e MyMachine mostram ideias das escolas de Óbidos

A apresentação dos projetos da Fábrica da Criatividade e do MyMachine, das Escolas d'Óbidos, teve lugar no Complexo dos Arcos, no Complexo do Alvito e no Complexo do Furadouro. As crianças mostraram trabalhos criativos.

04-07-2018 | Francisco Gomes

A máquina para ver a lua
[+] Fotos
A máquina para ver a lua
As crianças dos complexos escolares dos Arcos, na vila de Óbidos, do Alvito, nas Gaeiras, e do Furadouro, no Olho Marinho, mostraram os projetos desenvolvidos ao longo do ano letivo no âmbito da Fábrica da Criatividade e do MyMachine.
O agrupamento de Escolas Josefa de Óbidos, em parceria com o Município, tem vindo a implementar um conjunto de projetos de âmbito criativo e inovador, dando deste modo aos alunos “ferramentas que lhes permitem explorar o mundo que os rodeia com uma visão mais crítica e construtiva”.
O JORNAL DAS CALDAS acompanhou a sessão realizada no dia 15 de junho no Complexo do Furadouro, na qual ficou vincado o modelo de intervenção que evidencia o papel da criatividade no processo. O presidente da Câmara de Óbidos, Humberto Marques, destacou a “capacidade criativa” que encontrou, admitindo ficar “surpreendido ano após ano”. “O resultado é absolutamente fantástico. Temos muito a aprender com estas crianças”, manifestou.
As turmas do 1º ciclo dedicaram-se cada qual a um tema. O 1ºE tentou perceber como funcionavam os moinhos de vento, nomeadamente na moagem de cereais e posterior fabrico do pão.
As turmas do 1º, 2º e 3ºF abordaram o património local, tendo sido desafiados a identificar os monumentos mais característicos da sua aldeia ou freguesia. Construíram um mapa com a representação dos locais e monumentos que consideraram como sendo mais caraterísticos das suas aldeias.
O planalto das Cesaredas foi o tema abordado pelo 2ºE, através de desenho, pintura e escultura a partir do barro, o que permitiu a representação de dinossauros.
A lendas e festas de Óbidos mereceram a pesquisa dos alunos do 3ºC, que tiveram a possibilidade de conhecer algum do vasto património da sua terra. A opção foi trabalhar a lenda em honra de Nossa do Bom Sucesso.
O 4ºF trabalhou diferentes temáticas. Qual a importância dos cerais na origem da civilização, as plantas pré-históricas, a importância dos castanheiros e a poesia/arte com base na obra de Vivaldi “As 4 estações”, foram alguns dos temas.
Com base no meio ambiente envolvente, as crianças do jardim de infância do Vau decidiram conhecer um pouco melhor os eucaliptos que circundam o Complexo Escolar do Furadouro.
As crianças do jardim de infância da Amoreira, com base no conto tradicional “Os três porquinhos”, tiveram a possibilidade de reinventar a história, tendo como cenário a sua própria aldeia.
No Olho Marinho, as crianças do jardim de infância foram trabalhando a história “Os sete cabritinhos”, construindo as personagens com recurso a diferentes tipos de técnicas e materiais e narrando a história, que no final culminou num filme de animação.
O capacete das ideias, A máquina de ver o sol e não ter medo do escuro, A máquina dos miminhos, A máquina para ver a lua e A máquina de encontrar objetos perdidos, foram os trabalhos produzidos no âmbito do projeto MyMachine, que trabalha a criatividade e a inovação na educação.
A máquina dos miminhos é uma ideia desenvolvida pelo 1º C do Complexo Escolar do Alvito, perante o problema: “Quando cheguei a esta escola pela primeira vez, fiquei com muitas saudades dos meus pais”. A solução era “construir uma máquina que possa dar algum mimo”.
Trata-se de um peluche gigante em forma de coelho, com capacidade para três crianças. A textura do tecido, a sua dimensão, as seis patas e as duas orelhas gigantes pretendem que as crianças se sintam confortáveis e que possam abraçar o peluche, nos momentos em que se sentem mais tristes.
O capacete das ideias, da autoria do 1º A do Complexo Escolar dos Arcos, responde ao problema de escassez de ideias, pelo que a solução era “construir uma máquina para dar ideias”.
A máquina, em forma de capacete, “é colocada na cabeça quando se está sem ideias para realizar determinado trabalho. Carrega-se na alavanca e no LCD que se encontra na frente do capacete surge uma palavra aleatoriamente, com base na qual se dá início ao trabalho de construir uma história ou fazer um desenho”.
A máquina de encontrar objetos perdidos, do 1º D do Complexo Escolar do Alvito, dá resposta ao problema de ter muitos objetos perdidos e não conseguir encontrá-los.
Construir uma máquina que permitisse encontrar os objetos perdidos em locais em que se não conseguia chegar era a tarefa. Em forma de mini carrinho telecomandado, está ligada a um telemóvel ou tablet, que permite visualizar os objetos/brinquedos de pequenas dimensões que se encontram debaixo dos móveis e cadeiras, em zonas de difícil acesso.
A máquina para ver a lua é da autoria do 1ºE e 1ºF do Complexo Escolar do Furadouro, perante o desejo de ver como é a lua e o espaço. Construir uma máquina para fazer viajar à lua e ao espaço foi a tarefa. É um foguetão/nave espacial onde se pode entrar, sentar e viajar.
A máquina para ver o sol e não ter medo do escuro é uma ideia desenvolvida pelo 1ºB do Complexo Escolar dos Arcos.
O MyMachine é um projeto que surgiu em Kortrijk (Bélgica), através da Universidade de Howest, e é promovido em Óbidos pelo Parque Tecnológico, em parceria com o Escola Superior de Artes e Design de Caldas da Rainha, o Município de Óbidos, o Agrupamento de Escolas Josefa de Óbidos e o Cenfim- núcleo de Caldas da Rainha.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar