Login  Recuperar
Password
  4 de Julho de 2020
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Caldas da Rainha
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Direção do La Vie empenhada em ajudar lojas a recuperar quebras de negócio

O Centro Comercial La Vie abriu todas as suas lojas a 1 de junho. Dado a crise provocada pela pandemia e para compensar a as quebras nas vendas, Amaro Correia, diretor do centro comercial, disse que estão “muito motivados para contribuir para o regresso à normalidade”. “Estes primeiros dias de regresso à atividade foram otimistas dado o número de visitantes”, revelou, considerando que demonstra a “ansiedade da reabertura dos lojistas e nos clientes que tinham uma necessidade de recuperar a normalidade e sair de casa”.

08-06-2020 | Marlene Sousa

O La Vie emprega diretamente cerca de 260 postos de trabalho e indiretamente mais de 450
O La Vie emprega diretamente cerca de 260 postos de trabalho e indiretamente mais de 450
“Temos um papel a desempenhar na comunidade caldense, gostamos de o fazer e temos muitas iniciativas pensadas para que continue a ocorrer”, salientou o responsável, acrescentando que o “La Vie tornou-se um espaço incontornável das Caldas da Rainha e temos a obrigação de reinventar permanente a forma como proporcionamos experiências nas visitas aos nossos espaços”.
Além de garantir um espaço seguro no contexto atual por cumprir todas as recomendações da Direção-Geral da Saúde (DGS), a direção do La Vie tem em implementação um programa de atividades tal como ocorria antes da Covid-19 mas agora “devidamente adaptadas”.
“Não vamos adiar nada do que estava planeado, vamos adaptar ao distanciamento social e uso de máscara e aumentar a ambição. Tão rápido quanto nos seja permitida pretendemos recuperar as afluências diárias e dessa forma contribuir para que os nossos lojistas recuperem também”, revelou Amaro Correia.
O responsável anunciou que estão na fase final de “preparação de um investimento relevante na Praça de Restauração que vai ficar completamente nova e requalificada”.
O La Vie das Caldas emprega diretamente cerca de 260 postos de trabalho e indiretamente mais de 450. Com o fecho do centro comercial muitas lojas recorreram ao layoff, semelhante ao contexto do panorama nacional.
A convicção do diretor é que vão “evoluir para a normalidade rapidamente”. “Sabemos que as medidas assumidas pelo governo foram circunstanciais, pelo que a recuperação dos hábitos de consumo vai permitir também retomar a atividade das nossas lojas e todos os postos de trabalho”, manifestou.
Amaro Correia acredita que com esta crise “alguns negócios se vão reinventar, mas os centros comerciais terão sempre o seu espaço porque os hábitos de consumo estão muito enraizados e não vão mudar”.
Quanto à abertura do cinema, o responsável referiu que o panorama nacional das salas de cinema é “muito específico e precisa de resolver previamente a distribuição de filmes porque não existem novos para exibição”. “Aguardamos a qualquer momento informação da Cineplace e estamos empenhados na reabertura de todas as salas”, adiantou.
No período crítico da Covid-19, desde 18 de março, o La Vie manteve sempre abertas as lojas consideradas essenciais, a funcionarem dentro das recomendações da DGS, e que segundo o responsável “tiveram um papel muito importante no apoio à comunidade, fornecendo bens e serviços essenciais aos que estiveram sem poder sair das suas casas”.
Nestas incluem-se por exemplo o supermercado Auchan, a Rádio Popular, a Wells, a Telepizza, o Celeiro da Saúde, a HM Gift´s, a Multiopticas, a Fábrica dos Óculos e as operadoras de comunicações Nowo e NOS.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar