Login  Recuperar
Password
  24 de Setembro de 2018
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Cultura
Gravar em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Toiros y toiradas 15 de agosto dia de tradição

Touradas nas Caldas da Rainha, é uma tradição que vem dos primórdios dos anos de mil e quinhentos, em praça improvisada no largo em frente ao hospital termal, às quais assistia sistematicamente a rainha D. Leonor.

23-08-2018 | Luciano Silva

Porventura a data de 15 de agosto, de 1883, será a mais antiga do país a realizar corridas de toiros nesse dia sem qualquer interrupção.
Uma vez mais a tradição foi cumprida numa bela tarde de sol, com as bancadas totalmente preenchidas de publico até ao pau da bandeira, com muitos turistas e emigrantes que se divertiram com o espetáculo.
Três Cavaleiros da Nova Vaga
Os seis toiros da ganadeira do Dr. António Silva, bonitos de apresentação e com pesos entre 500 e 570 quilos, deram jogo e assim os artistas puderam explanar as suas virtudes. Em praça estiveram 3 jovens toureiros, 3 cavaleiros da nova vaga qualquer deles com grande estaleca artística e variado reportório sendo o agrado geral repartido.
Filipe Gonçalves foi o 1º cavaleiro em praça, rubricou uma boa atuação optando nos primeiros ferros curtos pelas cambeadas que saíram bem. Mas nos seguintes o toiro aprendendo já não foi no engano. O cavaleiro algarvio mudou de montada e terminou em beleza com uma sorte de violino e com um ferro de palmo. Toureando o seu 2º toiro no inicio da 2ª parte, praticou uma forma de tourear mais e a partir de longe, resultando bons momentos rematando com um par de banderilhas saindo muito aplaudido.
João Telles tem uma atuação muito conseguida, de menos a mais, pois o toiro estava inicialmente muito encrencado nas tabuas, sendo que so com bregas trabalhosas consegue tirar partido do oponente. Veio depois o cavaleiro a conseguir ferros curtos maravilhosos em especial o quinto e o sexto de grande mérito.
No quinto toiro da tarde João Telles, esteve igualmente em grande plano com quatro curtos brilhantes a fazer a paradinha, rematando meritória atuação com uma sorte violino e um palmito muito aplaudido, não esquecendo uma situação de perigo e aflição, que passou junto a trincheira do qual saiu airosamente.
Francisco Palha toureou o terceiro da tarde, juntando à sua forma clássica de tourear, cinco curtos fantásticos sendo o terceiro o ferro impossível. No último toiro a fechar corrida teria atingido o mesmo nível senão usasse de velocidade excessiva, marcasse melhor os terrenos e tempo de entrada ao toiro, teria assim evitado alguns toques na montada. Aquela máxima em que se diz quanto mais devagar melhor se toureira estará sempre atualizada.
Forcado das caldas fazem história
Os aficionados vibram sempre com o desempenho dos forcados, reconhecendo a coragem e valentia que os rapazes da jaqueta de ramagens poem em cada pega. A tarde não foi fácil para os grupos Amadores de Santarém e Amadores das Caldas da Rainha, pois os toiros com muitas arrombas, eram possantes sendo alguns mal-intencionados, investindo com dureza quando citados pelos forcados da cara.
Pegaram pelos de Santarém, Lourenço Ribeiro que fez uma pega espetacular, António Tourino, que citando bem e recuando a preceito se embarbelou sem dificuldades e Rúben Giovet que só na segunda tentativa ficou na córnea do toiro. Por Caldas da Rainha pegaram Francisco Mascarinhas grande forcado em tarde de azar, pois só consumou a pega depois de 3 tentativas, António Cunha, que fez uma enorme pega ao quarto toiro da tarde e Lourenço palha, no último da corrida ao ser volteado, mas corrigindo bem na segunda tentativa.
Aqui fica uma palavra de apreço e estímulo pelos 25 anos da fundação do Grupo de Forcados Amadores de Caldas da Rainha, numa atividade continua e prestigiante para a nossa cidade.
Parabéns a todos os forcados do passado e do presente, mas especialmente ao cabo fundador Vasco Morgado e aos cabos seguintes, Francisco Calado, Nuno Vinhais e Francisco Mascarinhas, que asseguraram a continuidade. Dizer ainda que o espetáculo foi bem dirigido por Francisco Calado e abrilhantado pela banda do comércio e indústria e que para o ano a tradição voltara de novo.
Ps: os anti- touradas voltaram a manifestarem-se frente a praça; querem acabar com as touradas – e o que fazem aos toiros? Ficam com eles em casa como animais de estimação, ou vão simplesmente acabar-lhes com a raça? No toiro não se vê outra utilização.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar