Login  Recuperar
Password
  19 de Fevereiro de 2019
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Desporto
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

14ª Jornada CN 1ª Divisão Seniores

Caldas RC vence o SL Benfica Rugby na melhor exibição da época

O Caldas RC defrontava um Benfica Rugby tranquilo no grupo dos quatro primeiros, os conjuntos com acesso ao play-off final, e com legítimas pretensões ao título, considerando o plantel de qualidade e o forte investimento. Por outro lado, os pelicanos estavam determinados em continuar as boas prestações, mesmo com algumas limitações e ausências no seu plantel, naturalmente “mais curto”.

13-02-2019 |

O jogo foi equilibrado
O jogo foi equilibrado
Entraram concentrados os caldenses e logo na bola de saída conquistaram uma penalidade, no ruck, tentada aos postes por Tommy Lamboglia, que converteu com um pontapé bem colocado.
Com a oval nos 22 metros dos encarnados, o Caldas encadeou, aos 7 minutos uma série de fases com o último passe de Tommy Lamboglia para o ponta Alex Vieira que concretizou em grande estilo. Pontapé do médio de abertura caldense a transformar e a colocar o placard em 10-0.
Reagiu o Benfica e na resposta chegou ao ensaio, aos 10 minutos, com penetração do 3ª linha centro, Matt Ritani, que só parou entre os postes. Transformação de Tiago Fernandes.
1º Quarto: Caldas 10 SL Benfica Rugby 7.
Aos 23 minutos uma penalidade foi tentada aos postes por Tommy Lamboglia que não falhou o ensejo.
Aos 28 minutos um erro na receção de um pontapé tático do nº 10 adversário colocou a extrema defesa do Caldas sob pressão e numa bola rápida à ponta o Benfica chegou ao segundo toque de meta pelo flanqueador Meo Duarte. O pontapé de transformação, difícil, não resultou.
Aos 37 minutos o Caldas aproveitou mais uma penalidade e foi aos postes. Tommy Lamboglia esteve impecável e colocou a equipa da casa na frente do marcador
1ª Parte: Caldas 13 (1 E, 1T, 2P) SL Benfica 12 (2E, 1T).
E a segunda metade iniciou-se com o Benfica a pressionar e a colocar todo o poder dos seus avançados.
Aos 40 minutos os encarnados passaram de novo para a frente do placard. Penalidade, a sancionar falta do pelicano Diogo Vasconcelos, penalizado com 10 minutos no “sin bin”, bem convertida pelo jovem defesa Tiago Fernandes.
Aos 50 minutos, e numa bola recuperada na sua linha defensiva, o Benfica pontapeou a seguir e chegou ao ensaio precisamente pelo defesa Tiago Fernandes que também converteu.
Já de novo com 15, o Caldas respondeu de imediato e, aos 51 minutos, após uma formação ordenada bem conquistada a oval foi jogada rapidamente com entrada final do centro Oky D’Amato, que concretizou entre os postes. Conversão fácil de Tommy Lamboglia.
3º Quarto: Caldas 20 SL Benfica 22.
Aos 63 minutos Oky D’Amato não foi parado e chegou ao toque de meta. Transformação irrepreensível de Jonathan Nolan e o Caldas a passar para a frente do marcador, por 27-22.
Como se esperaria o Benfica tentou vir para cima do Caldas. Foi a vez dos Pelicanos, com muita cabeça, defenderem com coragem e a procurar sempre que possível o contragolpe, só parado com recurso à falta.
Aos 76 minutos, e aproveitando uma dessas ocasiões, Jonathan Nolan não vacilou e converteu aos postes.
Já em desespero, o Benfica foi, como lhe competia, para cima da linha defensiva pelicana e, aos 78 minutos chegou ao ensaio pelo 2ª linha Felipe Rosa, bem transformado pelo chutador encarnado Tiago Fernandes.
Dramáticos os últimos minutos, com o Benfica, sem muito discernimento, a procurar eliminar a diferença mínima. Foi a vez da coragem e o coração pelicano responder com determinação. Um cartão amarelo a um jogador encarnado, por palavras ao árbitro, após perda de bola, assinalou o último ato desta partida.
Resultado Final: Caldas RC 30 (3E, 3T, 3P) / SL Benfica Rugby 29 (4E, 3T, 1P).
Uma vitória com justiça da equipa caldense, que esteve mais concentrada, defendeu com determinação e colocou no terreno algumas jogadas de bom nível coletivo, sempre que atacou.
Alinharam pelo Caldas RC: Alexandre Vieira (1E), Bruno Martins, Caetano Perez, David Esteves, Diogo Vasconcelos, Filipe Gil, Gonçalo Sampaio, Gonçalo Silva, Jonathan Nolan (1T, 1P), José Maria Vieira, Leonardo Ferreira, Luís Carvalho, Luís Gaspar, Mariano Farias, Oscar d’Amato (2E), Ricardo Marques (cap.), Rui Santos, Salvador Cambournac, Tomás Lamboglia (2T, 2P), Tomás Melo, Wilson Bento.
Treinador: Patrício Lamboglia; Diretor de Equipa: Francisco Azinheira; Fisioterapeuta: Erica Balseiro/Physioclem; Comissário de Jogo: Adelino Jacinto.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar