Login  Recuperar
Password
  19 de Junho de 2019
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Ocorrências
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Salvamento na Praia do Norte mereceu distinção

Os leitores do jornal Correio da Manhã e telespetadores da CMTV escolheram os atos heróicos de maior registo ao longo dos últimos doze meses e consideraram que um salvamento protagonizado por um piloto de resgates com motos de água na Praia do Norte, na Nazaré, merecia uma distinção, colocando-o em segundo lugar na lista dos heróis civis, só batido por outro salvamento no mar, numa praia não vigiada em Esposende, em que um rapaz e uma rapariga foram retirados da água por um nadador.

13-06-2019 | Francisco Gomes

Ramon Laureano, piloto de resgates com moto de água, com o filho, Tony
Ramon Laureano, piloto de resgates com moto de água, com o filho, Tony

No caso da Nazaré, a 6 de fevereiro deste ano, o piloto brasileiro profissional de resgates com mota de água Ramon Laureano, na altura com 46 anos, enfrentou as ondas gigantes da Nazaré e evitou que o seu amigo Salvador Villas-Boas, de 51 anos, não só fosse engolido pela ondulação como também projetado contra as rochas, impedindo dessa forma uma morte horrenda.
O sangue-frio, a capacidade de decisão e a rapidez de ação perante a adversidade, sem hesitação face ao perigo, foram recompensados por um salvamento que ninguém julgava ser possível, por estar em risco a própria vida do salvador.
“Foi um resgate de vida ou morte, porque eu ia parar às rochas”, admitiu o surfista Salvador Villas-Boas, que ousou desafiar as ondas grandes da Praia do Norte mas que caiu e foi enrolado pela ondulação, quando decorria um dia normal de treino.
Ramon Laureano conseguiu tirá-lo da zona de impacto, e apesar de outra onda que os perseguia ter feito virar a mota de água, chegaram ao areal em segurança, num ato heróico que foi gravado pelo videógrafo Pedro Miranda, cujas imagens se tornaram virais na internet.
“Foi um ato decidido, tinha mesmo de tirá-lo daí o mais rápido possível porque podia não haver uma segunda hipótese. Na hora não pensei no meu risco, mas sim no perigo em que ele estava”, comentou Ramon Laureano, responsável pelo Jet Resgate Portugal, projeto dedicado à formação, treino e desenvolvimento de surfistas de ondas grandes e profissionais operadores de resgate com mota de água.
O piloto rejeita ter protagonizado “um ato heróico”, mas a verdade é que foi imprescindível para inverter uma situação que se poderia tornar fatal. Salvador Villas-Boas já voltou a surfar ondas gigantes e Ramon Laureano continua a dar formação para salvar vidas.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar