Login  Recuperar
Password
  24 de Setembro de 2018
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Regional
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Adega Cooperativa do Bombarral foi adquirida pela empresa “Condado Portucalense”

Uma das mais antigas adegas cooperativas do país, a Adega Cooperativa de Bombarral (C.R.L.) foi adquirida recentemente pela empresa produtora de vinhos, “Condado Portucalense – Sociedade de Vinhos, Lda”.

23-08-2018 | Mariana Martinho

Grupo de antigos funcionários da Adega Cooperativa do Bombarral
[+] Fotos
Grupo de antigos funcionários da Adega Cooperativa do Bombarral
Esta adega do Bombarral, criada em 1956, já foi considerada uma das maiores adegas da região, mas nos “últimos tempos estava a passar por algumas dificuldades financeiras”.
De acordo com o presidente da cooperativa, Vítor Vieira, “a adega estava a passar uma fase muito difícil, em que tínhamos algumas penhoras e não conseguimos obter um empréstimo”, por isso “a solução encontrada foi fazer uma parceria com esta empresa”, que igualmente desenvolve a sua atividade na produção e comercialização de vinhos.
No fundo, a “Condado Portucalense – Sociedade de Vinhos, Lda”, que iniciou a sua atividade no ano de 1983, comprou as instalações da adega, no sentido de “continuar o trabalho que aqui já estava a ser desenvolvido”. Aliás, o responsável sublinhou que “se não fosse esta venda, a cooperativa teria de declarar insolvência e não era possível pagar as duas colheitas, que estavam em atraso”.
Contudo, “felizmente com este negócio, já conseguimos liquidar a colheita de 2017 e começar a regularizar a de 2016”.
Neste momento, a empresa sediada em Arruda dos Vinhos está a apostar na requalificação e revitalização da adega para proporcionar aos agricultores, um “sítio mais adequado para colocar as suas uvas”. Igualmente mantiveram o número de funcionários.
A atual gerência da “Condado Portucalense”, que adquiriu a empresa em 2003, tem como missão dar valor ao produtor nacional e ao que de melhor se faz em Portugal. Com esta missão a Condado Portucalense garante aos produtores o escoamento do seu produto e a sua boa utilização na produção de vinhos, adequados para acompanhar qualquer refeição.
Segundo o sócio-gerente da empresa, Júlio Barreto, “desde 2003 que a Condado Portucalense tem tido um percurso marcado por alguns sucessos”, exportando para 18 países, sendo que o mercado principal é Espanha, China e os países PALOP (Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa).
Há quatro anos adquiriram a Adega Cooperativa do Sobral de Monte Agraço e há cerca de um mês decidiram investir na Adega do Bombarral para “continuar a afirmar a sua visão humanista” e ainda “dar mais um passo na produção”. Além disso explicou que “o movimento que temos é muito grande e não podemos estar dependentes dos mercados que são incertos”, por isso “temos de garantir a nossa produção”.
Contudo, garantiu que o objetivo agora, é “tentar estabilizar a casa e pagar as uvas a tempo e horas, e a partir daí, vamos ver onde podemos chegar”.
Para marcar esta nova fase da Adega Cooperativa do Bombarral, a empresa de Arruda dos Vinhos, promoveu uma festa nas suas instalações.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar