Login  Recuperar
Password
  12 de Julho de 2020
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Caldas da Rainha
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Espaço da Rainha reabre com muitos pedidos de ajuda

Após verificar um aumento dos pedidos de ajuda por causa da Covid-19, a Liga dos Amigos do Centro Hospitalar das Caldas da Rainha vai reabrir a 2 de julho o “Espaço da Rainha”, que funciona no Hospital Termal com roupa, sapatos e outros artigos para quem mais precisar.

22-06-2020 | Marlene Sousa

Cidália Silva, uma das voluntárias responsáveis pelo Espaço da Rainha, tem recebido várias solicitações de ajuda
[+] Fotos
Cidália Silva, uma das voluntárias responsáveis pelo Espaço da Rainha, tem recebido várias solicitações de ajuda
O Espaço da Rainha está encerrado “desde o estado de emergência e período de maior confinamento”, mas “está a organizar-se e a preparar-se para reabrir no 2 de julho com todas as medidas de segurança”. Vai funcionar todas as terças e quintas-feiras, das 14h30 às 17h30.
Cidália Silva, uma das voluntárias responsáveis pelo espaço solidário, dada a grande quantidade de pedidos espera “doar mais peças de roupa e acessórios do que antes da pandemia”. “Nós recebemos pessoas de vários concelhos do país. Só pedimos identificação e colocamos à disposição das pessoas, de forma anónima e discreta, sem ninguém a fazer perguntas ou a andar atrás para ver o que cada um faz, peças de vestuário e outras utilidades, que podem ser levadas por quem as queira”, contou.
A identificação é feita por uma questão de estatística com o objetivo de saber quantas pessoas passaram pelo espaço social. Segundo indicou Cidália Silva, os beneficiários e agregados familiares ficam inscritos para que possa haver um controlo e uma gestão do espaço mais eficaz.
“Temos tido quantidades significativas de doações e temos abundância de peças para distribuir, de boa qualidade, já com a coleção de verão”, afirmou, destacando os artigos a expor, como roupa, lençóis, louça, calçado, brinquedos, eletrodomésticos, entre outros. “São recebidos conforme marcação na página do Facebook da Liga dos Amigos do Centro Hospitalar de Caldas da Rainha, pela janela no interior do túnel do Hospital Termal. Depois da entrega ficam oito dias em quarentena e só depois serão limpos, higienizados e arrumados no seu lugar, prontos para serem entregues”, de acordo com as regras de prevenção da pandemia.
No recinto, que já está vedado, as regras vão ser “cumpridas”, frisou a voluntária. “O atendimento inicial é feito pela janela no interior do túnel e depois só entra uma pessoa de cada vez, conforme ordem de chegada”, explicou. A entrada é feita pela porta do Hospital Termal com as devidas condições de desinfeção e as pessoas vão ter que usar máscara. Após fazerem o seu pedido às voluntárias, “será entregue um saco com os artigos e saem e só depois de terem saído para a rua é que damos a ordem através da janela do túnel para a outra pessoa entrar, para evitar o cruzamento e manter o distanciamento social”, disse Cidália Silva.
O serviço coordenado por Manuela Paula (direção da Liga) é gerido por Cidália Silva e mais três voluntárias da Liga. Recebe roupa, acessórios e brinquedos, que depois são entregues a famílias com necessidades.
Segundo a voluntária responsável, o Espaço da Rainha tem neste momento falta de mobiliário de bebé: cadeirinhas, carrinhos, alcofas e camas de grades.
Cidália Silva revelou que “há muitas pessoas que levam panelas, louça e roupa para a cama, nomeadamente brasileiros que vêm para cá viver e alugam casas supostamente todas equipadas, mas depois chegam lá e não têm tudo”.
Esta iniciativa solidária tem ainda um fim ambiental, porque pretende contribuir para “a reutilização e diminuição do desperdício na sociedade”, ao redistribuir “peças que, não sendo novas, têm uma excelente qualidade”, acrescentou a responsável.
O Espaço da Rainha abriu em 2016, por Joaquim Urbano, presidente da Liga. Era um sonho antigo do médico (aposentado) com o objetivo de responder às necessidades das famílias ou indivíduos mais necessitados, “tendo sido criado um espaço integrado que dispõe de diversos bens para bebé, crianças e adultos, com destaque para o vestuário”.
A sala onde funciona o espaço social no Hospital Termal foi cedida pela Câmara Municipal.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar