Login  Recuperar
Password
  5 de Julho de 2020
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Ocorrências
Gravar em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Mãe vai ser julgada por envenenar filho

A bombeira na reserva em Óbidos e funcionária de uma empresa de mergulho em Peniche que terá envenenado o filho de sete anos, em 2019, e que também o terá tentado afogar, vai começar a ser julgada no dia 26 de junho, em Lisboa. É acusada de homicídio qualificado na forma tentada, ofensas à integridade física e violência doméstica.

25-06-2020 |

A mulher, de 27 anos, que se encontra em prisão preventiva na cadeia de Tires, depois de ter passado pela ala psiquiátrica do hospital prisão de Caxias, terá envenenado com clorofórmio o filho inclusive em ambiente hospitalar, uma vez que foi no Hospital D. Estefânia, em Lisboa, onde a criança estava internada, que foi apanhada a usar uma seringa que acoplou a um cateter.
Antes, o menino terá sido empurrado para um tanque de água com três metros de profundidade.
A motivação da mulher assentaria no desejo de reconquistar um ex-namorado, levando-o a acreditar que o rapaz sofria de uma doença. O objetivo era que o antigo companheiro tivesse pena do estado de saúde do menino e desse atenção a ela.
A criança entretanto recuperou e está entregue ao pai.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar