Login  Recuperar
Password
  19 de Fevereiro de 2019
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Regional
Gravar em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Apoio à Vítima com atendimento até maio no Município do Cadaval

O GIAV – Gabinete Intermunicipal de Apoio à Vítima irá continuar a funcionar, no Concelho do Cadaval, até dia 21 de maio, altura em que termina este projeto interconcelhio de atendimento descentralizado. A deslocação, quer ao Cadaval quer aos demais municípios parceiros, é feita mediante marcação prévia. As datas previstas para deslocação ao Cadaval, com vista a atendimento a vítimas de violência doméstica, são 15 de janeiro, 19 de fevereiro, 19 de março, 16 de abril e 21 de maio.

16-01-2019 |

Quem pretender ser atendido(a) num dos mencionados dias terá de agendar previamente, através do contacto telefónico do GIAV (261 094 900), sediado em Torres Vedras.
Recorde-se que o projeto de descentralização do Gabinete Intermunicipal de Apoio à Vítima resulta de uma parceria do Centro Social Paroquial de Torres Vedras com oito municípios da região Oeste (Alenquer, Arruda dos Vinhos, Cadaval, Lourinhã, Nazaré, Peniche, Sobral de Monte Agraço e Óbidos). Destina-se a apoiar pessoas vítimas de violência doméstica residentes na região, proporcionando esta resposta especializada em concelhos que a não possuíam.
O GIAV assegura, nomeadamente, os seguintes serviços: diagnóstico e avaliação do risco; informação sobre os direitos e recursos existentes na comunidade; encaminhamento para os serviços competentes; apoio psicossocial e aconselhamento jurídico.
Até final deste projeto intermunicipal de atendimento descentralizado, a equipa do GIAV desloca-se assim, mensalmente, aos suprarreferidos oito municípios da região Oeste.
A vítima de violência doméstica pode efetuar a marcação do atendimento no município onde reside ou noutro qualquer município desta parceria. Findo o projeto, que remonta a dezembro de 2016, o atendimento volta a ficar centralizado no Centro Social Paroquial de Torres Vedras. Recorda-se ainda que o local onde o mesmo ocorrerá será transmitido à vítima aquando do primeiro contacto.

Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar