Login  Recuperar
Password
  20 de Agosto de 2018
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Regional
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Cumpriram-se no passado domingo dois anos que o empresário Américo Sebastião, de 49 anos, do Bombarral, foi raptado em Moçambique, tendo a família e amigos organizado uma concentração/vigília frente à embaixada moçambicana em Lisboa.

Vigília em Lisboa para lembrar empresário do Bombarral raptado em Moçambique

“As autoridades de Moçambique há dois anos que prometem à família e às autoridades portuguesas estar a diligenciar para o localizar. No entanto, a indispensável cooperação policial e judicial entre os dois países nunca se materializou”

01-08-2018 | Francisco Gomes

Foram empunhados vários cartazes com apelos
Foram empunhados vários cartazes com apelos

Manifesta a família, que ganhou novo alento quando há semanas o primeiro-ministro António Costa visitou oficialmente Moçambique e obteve, ao mais alto nível, do presidente Filipe Nyusi, renovadas promessas de empenho e cooperação na descoberta de Américo Sebastião e seus raptores.
Reforçaram-se assim as expetativas e a esperança da família de Américo Sebastião, angustiada com ausência do Américo e pelo passar do tempo sem notícias.
A vigília em Lisboa serviu para “enviar um sinal de empenho e de confiança na diferença que pode fazer a prometida cooperação entre os investigadores policiais portugueses e moçambicanos para trazer de volta este português das mãos dos seus captores”.
Cerca de meia centena de pessoas esteve concentrada junto à embaixada moçambicana, empunhando vários cartazes com apelos. A mulher, Salomé Sebastião, exibia um cartaz onde se lia "quero o meu marido de volta!".
Na concentração marcaram também presença a eurodeputada socialista Ana Gomes e o ex-líder do CDS-PP José Ribeiro e Castro.
A Câmara Municipal do Bombarral disponibilizou um autocarro para transportar desde a vila todos aqueles que quisessem participar.

Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar