Login  Recuperar
Password
  19 de Junho de 2019
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Óbidos, Regional
Gravar em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Crianças e pais ensinados a fazer lanches saudáveis

Uma das maiores preocupações da equipa de nutrição do Município de Óbidos, presente nas Escolas D’Óbidos, é melhorar o estado de saúde das crianças e jovens e intervir na prevenção de doenças crónicas não transmissíveis, como a obesidade, a diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares, entre outras.

31-05-2019 |

Neste sentido, o Município começou por melhorar a qualidade nutricional das refeições das Escolas D’Obidos, e, nesta fase, com o projeto “Lanches Escolares Saudáveis”, ajuda os pais, encarregados de educação e familiares mais próximos, não esquecendo as crianças como interveniente ativo na sua saúde individual, na diminuição do consumo de açúcares simples na alimentação diária da criança.
Para isso têm sido realizadas sessões de sensibilização alimentar tanto às crianças como aos pais e encarregados de educação, explicando todos os malefícios associados ao excessivo consumo de açúcar simples e dando alternativas, através do desdobrável “Lanches Saudáveis”, onde contempla várias opções de lanches para as crianças de forma a diversificar e aumentar a qualidade alimentar dos seus lanches.
Os hábitos alimentares inadequados são um dos principais fatores de risco modificáveis para estas doenças, incluindo o consumo excessivo de açúcar simples na infância. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) a dose diária recomendada para o consumo de açúcar é de 25g. Desta forma, o abuso no consumo de açúcar simples está associado ao excesso de peso/obesidade e, consequentemente, ao risco de desenvolvimento de doenças crónicas não transmissíveis, não esquecendo o aumento do número de crianças com cáries dentárias.
Alimentos e bebidas açucaradas são um importante fornecedor de açúcares simples na alimentação. Para além da relação entre o consumo excessivo e doença, o consumo regular deste tipo de alimentos e bebidas retira a qualidade à alimentação, pois adiciona energia sem qualquer valor nutricional associado.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar