Login  Recuperar
Password
  23 de Agosto de 2017
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Escolhas do Editor, Ocorrências
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Acidente na estrada de Tornada causa duas feridas ligeiras

Moradores pedem semáforos no cruzamento do Campo e Coto

Duas pessoas ficaram feridas na passada sexta-feira, num acidente que ocorreu pelas 21h15 na Estrada Nacional n. 8, (junto ao restaurante “Os Queridos” no cruzamento do Campo e Coto).

09-08-2017 | Marlene Sousa

atura capotou na estrada de Tornada, no cruzamento do Campo e Coto
atura capotou na estrada de Tornada, no cruzamento do Campo e Coto
Segundo o comandante do Bombeiros das Caldas, Nelson Cruz, foi uma colisão entre duas viaturas, uma ligeira de mercadorias e uma ligeira de passageiros. A ligeira de passageiros capotou.
Uma senhora foi transportada ao hospital das Caldas e outra recebeu assistência no local. Ambas sofreram ferimentos ligeiros.
A falta de uma rotunda ou de semáforos naquele cruzamento está a indignar os moradores, que há anos esperam uma solução para a zona, que tem ao longo dos anos sido alvo de acidentes.
Depois deste acidente houve alguns moradores que se queixaram ao JORNAL DAS CALDAS da falta de um semáforo ou de uma rotunda no local.
Em 2010 o JORNAL DAS CALDAS publicou um artigo sobre a segurança naquele cruzamento, que já na altura tinha um grande fluxo de trânsito e onde o ex-presidente da Câmara das Caldas, Fernando Costa tinha prometido uma rotunda para aquele local.
O caso já gera alguma impaciência, quer dos habitantes do Coto quer do Campo, que reclamam dos acidentes e do tempo de demora para entrar na Estrada de Tornada. Pretendem uma solução definitiva para acautelar os veículos que passam em grande velocidade. “Quem sai de uma destas estradas secundárias demora uma eternidade para entrar na via principal e o perigo é bastante porque os carros passam em alta velocidade”, adianta Jorge Fonseca, um dos residentes na zona do Coto e utente diário da via. “Em alturas que há mais trânsito é muito difícil virar à esquerda para ir para a cidade das Caldas”, sublinhou.
Outro queixoso é Alexandre Custódio, que diz que o cruzamento é muito confuso. “Por vezes há filas de viaturas, umas do Coto que querem entrar na Estrada de Tornada e outras de veículos que vêm do Campo e que querem entrar na mesma via, é preciso ter muito cuidado”, afirmou, interrogando: “Se não dá para construir uma rotunda qual a razão de não colocar semáforos como fizeram em Tornada?”.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar