Login  Recuperar
Password
  18 de Janeiro de 2022
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Sociedade, Caldas da Rainha
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Caldas da Rainha vai ter uma rede de transportes com 17 novas linhas de autocarros

31-08-2011 |

Caldas da Rainha vai ter uma rede de transportes com 17 novas linhas de autocarros
Caldas da Rainha vai ter uma rede de transportes com 17 novas linhas de autocarros
A Câmara das Caldas da Rainha vai poupar cerca de 200 mil euros em transportes escolares, no âmbito de uma parceria com a Rocaldas e Rodoviária do Tejo, que alia os circuitos escolares ao transporte público de passageiros. Servindo população e escolas, Caldas da Rainha vai a partir do dia 7 de Setembro contar com uma rede de transportes constituída por 17 novas linhas. Esta reestruturação, que integra no mesmo serviço as linhas de transporte público regular de passageiros e de transporte escolar tem, segundo o vereador da Educação da Câmara das Caldas, Tinta Ferreira, “ganhos sociais e económicos”, oferecendo “mais mobilidade e tendo menos custos”. “Não havia rede de transportes públicos em determinadas zonas do concelho e para servir os estudantes do 5º ao 12º ano de escolaridade tivemos de, através de concurso público, contratar circuitos especiais para esse serviço, onde só podiam usufruir os alunos”, explicou o autarca, acrescentando que decidiram aproveitar esses autocarros para também transportar passageiros. “Gera uma maior mobilidade de algumas populações que não eram servidas por carreiras da Rodoviária e permite uma poupança de quase 200 mil euros", afirmou, adiantando que “numa altura de poupança a reestruturação diminui o preço dos transportes escolares, neste grau de ensino, de 445 mil euros para 255 mil euros”. A reorganização possibilita a criação de uma rede de transportes com 17 novas linhas de autocarros, em percursos onde até agora existiam apenas três circuitos escolares que transportavam alunos das freguesias para a cidade ou para os centros escolares de A-dos-Francos e Santa Catarina. Além dos 695 alunos (do 5º ao 12º ano) os autocarros passarão a poder transportar outros passageiros mas apenas “durante a semana e nos períodos escolares”, explica o vereador, sublinhando que o serviço será interrompido durante as férias da Páscoa, Carnaval, Natal e Verão. Este projecto foi apresentado na passada quinta-feira na Câmara Municipal com a presença dos presidentes de Junta das Freguesias onde vão passar estes circuitos novos. Para Tinta Ferreira é fundamental que as Juntas informem a população sobre as novas linhas pois o projecto só terá sucesso se os autocarros tiverem passageiros. O vereador adiantou ainda que as novas linhas não só permitirão que a população chegue à cidade mas também permitirá que os passageiros se desloquem a outras freguesias. As tabelas tarifárias foram definidas pelo IMTT – Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres e variam conforme o número de quilómetros. O passageiro poderá comprar um bilhete simples ou poderá optar pelo passe (cartão de cliente). Rui Vinhais, gerente da empresa Rocaldas, apesar de não conseguir ainda prever qual a adesão da população às novas carreiras, sublinhou que “o sucesso dos transportes públicos depende da capacidade de adesão do utente”. Este responsável assegurou durante a apresentação das novas linhas que estão abertos a todas as situações que “justifiquem melhorias”. Revelou ainda que a paragem dos autocarros em todas as localidades não irá aumentar o tempo de viagem dos alunos e "nalguns casos, em que demorava mais de hora e meia, até foi reduzido, porque nenhum dos circuitos demorará mais de uma hora". Orlando  Ferreira, administrador da Rodoviária do Tejo, referiu que as novas linhas são muito “semelhantes às linhas de transporte escolar que já existiam”, adiantando que “o objectivo é em 2012/2013 transformar estas novas linhas numa real rede de transportes nesta zona”. A presidente da Junta de Freguesia de Carvalhal Benfeito, Maria João Querido, elogiou a reestruturação, que transforma os circuitos escolares em carreiras públicas, referindo que para a população da sua freguesia “vai ser muito útil, nomeadamente para as pessoas que se querem deslocar à Unidade de Saúde Familiar – USF Tornada”.   Marlene Sousa                  
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar