Login  Recuperar
Password
  18 de Janeiro de 2022
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Desporto, Caldas da Rainha
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Ginasta caldense no campeonato do mundo de Duplo Mini Trampolim

28-11-2011 |

Ginasta caldense no campeonato do mundo de Duplo Mini Trampolim
Ginasta caldense no campeonato do mundo de Duplo Mini Trampolim
Andreia Berto, de 17 anos, estudante de ciências e tecnologias na Escola Secundária Raul Proença é a única representante caldense na selecção nacional de ginasta por idades e que disputam esta semana os campeonatos do Mundo de Duplo Mini Trampolim. A ginasta do Acrotramp das Caldas da Rainha está na cidade inglesa de Birmingham onde decorrem os campeonatos. “Estou orgulhosa por mim mesma e pelo trabalho que a minha treinadora tem desenvolvido ao longo destes anos”, disse a ginasta, que pretende “cumprir” as suas séries e obter o “melhor resultado possível”. Esta participação é uma estreia que culmina do resultado de três provas de apuramento, onde cumpriu os mínimos, obtendo a classificação entre as três primeiras a nível nacional. Andreia Berto lamenta apenas que a sua treinadora não possa ir com ela ao campeonato do Mundo e também por não haverem muitos apoios para a realização de estágios. “Os estágios têm de ser suportados pelos atletas e por isso não fui”, disse. Antes deste percurso, Andreia Berto teve de se privar de uma parte das férias de Verão, onde repartiu os treinos e também a procura de apoios, tendo estado nas Tasquinhas da Expoeste a vender rifas para recolher fundos. “Os treinadores e o clube ajudam um pouco, mas para este Campeonato do Mundo, em termos monetários, só tive apoio da Câmara Municipal, da Junta de Freguesia de Nossa Senhora do Pópulo, da loja Surfoz e do café Fenix, e estes nem de perto nem de longe suportam as despesas. A ajuda dos meus pais é fundamental. Eu não digo que a ginástica deveria ser ajudada tanto como o futebol, mas julgo que nós precisamos de mais ajuda do que aquela que nos dão. Nós vamos a um Campeonato do Mundo. Nós não estamos num Campeonato Nacional. Nós levamos o nome da cidade e do país fora de portas”, referiu. A atleta do Acrotramp indicou que o seu trabalho não fica por aqui, uma vez que depois pretende trabalhar para o Campeonato da Europa. “Para o ano já serei sénior e terei mais competição. Vou continuar a trabalhar para conseguir manter a presença na selecção. Vou dar o meu melhor”, vincou. Para Alexandra Lage, a sua treinadora, a conquista de um lugar na selecção por parte da Andreia Berto é um orgulho, apesar de não ser a primeira atleta que passa pelas suas mãos que integra uma selecção nacional e disputa um campeonato do Mundo, depois de 25 anos como professora de educação física na vertente de ginástica e trampolins. “É uma experiência nova para ela e está motivada. Temos trabalhado muito, com dias melhores e outros piores. Não é todos os dias que uma ginasta participa num Campeonato do Mundo”, afirmou Alexandra Lage. Andreia Berto vai entrar em competição amanhã, na vertente de competição por idades.   Carlos Barroso
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar