Login  Recuperar
Password
  18 de Janeiro de 2022
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Sociedade, Óbidos
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Jovens hemofílicos fazem férias no Campo Aventura

15-07-2011 |

Jovens hemofílicos fazem férias no Campo Aventura
Jovens hemofílicos fazem férias no Campo Aventura
O Campo Aventura em Olho Marinho, Óbidos, recebeu uma comitiva de crianças da Associação Portuguesa de Hemofilia, tendo como principal objectivos, além das brincadeiras, desmistificar o conceito de fragilidade e de desintegração de pessoas com esta doença. O ambiente durante esta semana de convívio foi agradável e muitos foram as crianças, acompanhadas de técnicos da associação e dos monitores do Campo Aventura que no final não queriam regressar, tal foi a experiencia vivida. O Campo de Férias, na sua terceira edição, foi destinado a crianças dos 6 aos 16 anos, com hemofilia ou outro distúrbio hemorrágico hereditário e seus irmãos ou irmãs, e filhos ou filhas de pais com estas patologias. Nas instalações do Campo Aventura os jovens tiveram a possibilidade de fazer mergulho, slide, rapel, jogo de cordas, criar máscaras, easy up, paintball, espeleologia, jogos tradicionais, karting, high ropes, tiro com laser, escalada, entre outras actividades. O Campo Aventura recebe cerca de 50 mil crianças por ano, essencialmente de escolas, mas também em colónias de férias. Com a visita desta comunidade o Campo Aventura teve especial cuidado com estes jovens, mas ainda assim todos conviveram e não deixaram de realizar jogos ou tarefas só por serem hemofílicos. A semana, que também teve a companhia de uma enfermeira, desenvolveu-se sem problemas, com uma perfeita integração e uma experiência a repetir.   Carlos Barroso    
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar