Login  Recuperar
Password
  18 de Janeiro de 2022
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Sociedade, Caldas da Rainha
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Pai resolve problema

28-11-2011 |

Pai resolve problema
Pai resolve problema
600 alunos estiveram uma semana sem aulas na EBI de Santo Onofre Cerca de 600 alunos da Escola Básica Integrada (EBI) de Santo Onofre, nas Caldas da Rainha, estiveram durante uma semana sem aulas devido a uma forte chuvada que provocou uma inundação que afectou o quadro eléctrico, deixando o estabelecimento sem luz. A intervenção do pai de dois alunos que é engenheiro electrotécnico da EDP fez antecipar o retomar da actividade lectiva. A EBI tinha fechado no dia 14 de Novembro, depois de no fim-de-semana anterior a chuva ter inundado a escola, surpreendendo os funcionários que iam abrir o estabelecimento de ensino para o início de mais uma semana. A água acumulada fez ceder parte do telhado e segundo a directora da escola, Alexandra Nicolau, “o quadro eléctrico principal estava dentro de um mar de água”, o que levou ao corte da electricidade e das comunicações. Na explicação que deu aos cerca de cem encarregados de educação que compareceram numa reunião de esclarecimento na noite da passada segunda-feira no Centro Escolar de Santo Onofre, a responsável relatou que “tudo fizemos para se conseguir eliminar a água”. Só que, admitiu, “se o tempo não ajuda, a burocracia menos”. A directora descreveu que foram feitos contactos com a Direcção Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo (DRELVT) e enviados orçamentos para as obras, tendo havido uma deslocação de um engenheiro da DRELVT à escola. Isto porque, reconheceu “a escola não tem autonomia” para por si própria contratar serviços ou adjudicar obras. Contudo, o tempo foi passando e como o engenheiro da DRELVT só iria voltar à escola na terça-feira, em conjunto com a associação de pais, que é dirigida por Rui Nunes, presidente do Conselho Geral da escola, Alexandra Nicolau procurou uma solução, pelo menos para as crianças do primeiro ciclo. No passado sábado o plano era o 1º ciclo ter aulas no Centro Escolar de Santo Onofre em regime de desdobramento, ou seja, umas turmas das 8h as 13h e outras das 13h30 às 18h30. Na procura de salas para os restantes anos, a directora acabou por chegar “por milagre” até um encarregado de educação que “a título particular se disponibilizou com a sua equipa de electricistas e recursos para verificar a instalação eléctrica”. Paulo Cristino, chefe de departamento na Área Operacional das Caldas da Rainha da EDP, pai de uma menina que frequenta o 4º ano e de um rapaz que está no 6º, disse ao JORNAL DAS CALDAS ter levado “colegas electricistas e as ferramentas necessárias para fazer uma vistoria desde o posto de transformação fora da escola até à instalação eléctrica no interior, para verificar o nível de humidades e o isolamento das instalações”. A operação realizou-se na manhã de domingo, ao longo de três horas, e no final, concluiu que “a instalação eléctrica está seca e em boas condições”, pelo que desde essa altura foi ligada a energia na escola. Com base no relatório do engenheiro da EDP, a DRELVT deu autorização para reabrir o edifício e os alunos do 1º ciclo retomaram as aulas nesta terça-feira, enquanto os do 2º, 3º e Cursos de Educação e Formação voltam às aulas nesta quarta-feira. Falta entretanto resolver o problema do telhado, para o qual se prevê uma intervenção rápida para reparar e depois fazer uma obra mais profunda. A DRELVT ia adjudicar o serviço, segundo foi revelado no encontro com os pais. Ficou no entanto o alerta para o facto de se durante estes dias voltar a chover intensamente, poder repetir-se o problema que afectou a EBI. Nessa reunião foi patente a insatisfação dos encarregados de educação pelo prolongar do problema e por terem os filhos em casa durante uma semana. Outros queixaram-se de falta de informação. A directora explicou que o sítio da EBI na Internet tinha a informação actualizada diariamente e que foram enviados mails aos alunos e encarregados de educação. Questionada sobre se a semana de aulas em falta seria posteriormente compensada, Alexandra Nicolau disse ser difícil que tal aconteça, devido ao apertado calendário escolar. Foi ainda revelado que “nada ficou danificado, só cartazes dos professores das salas do 1º ciclo”.   Assalto   Aproveitando o escuro e a falta de alarme, na noite da passada quarta-feira a EBI foi assaltada, tendo os larápios forçado uma porta para entrarem no estabelecimento e roubarem computadores, um retro-projector e comida. Queimaram também parcialmente vários livros de ponto, num acto de vandalismo.   DRELVT respondeu a pai José Lucas, pai de duas crianças que frequentam a EBI, enviou uma carta à DRELVT, questionando porque é que “se o dia em que tiveram conhecimento do caso foi segunda-feira [da semana passada], somente na quinta-feira se deslocou à EBI um responsável da DRELVT” e “se o telhado está partido, porque é que ainda não foi tapado”. “Em articulação com a direcção, estão os serviços da DRELVT a efectuar as diligências que se afiguram necessárias e convenientes ao retomar das actividades lectivas na EBI com a maior brevidade possível”, respondeu Zita Moreira, assessora da direcção da DRELVT. “Não querendo deixar de demonstrar que entendemos os inconvenientes que a suspensão das actividades lectivas nessa escola acarreta para alunos e  encarregados de educação, consideramos que  o procedimento adoptado não poderia ter sido outro, uma vez que está em causa a segurança de todos quantos frequentam e trabalham nesse estabelecimento de ensino”, acrescentou.   Francisco Gomes (texto) Carlos Barroso (fotos)
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar